cotidiano

Especial coronavirus

Estado deve destinar R$ 25 milhões como ajuda a Campinas

Após governo classificar Campinas como área estressada, foi firmado parceria para auxílio ao município

| ACidadeON Campinas -

Fechamento do comércio afetou rendimento de famílias de Campinas, que buscam auxílio (Luciano Claudino/Código19)

O prefeito de Campinas, Jonas Donizette (PSB) informou nesta sexta-feira (10) que Campinas deve receber R$ 25 milhões para auxílio na área da saúde. A verba foi conseguida por dois recursos, e visa ajudar a cidade durante o momento de pressão durante a pandemia- com leitos lotados, o governo estadual classificou a região de Campinas como "área estressada".  

A informação foi divulgada durante a transmissão pelas redes sociais. O prefeito ainda confirmou a permanência da cidade na fase vermelha do Plano São Paulo, mantendo comércios fechados. Após a classificação do retrocesso da região na última sexta-feira (2), Jonas já havia apelado para mais recursos à cidade.  

LEIA TAMBÉM 
Covid-19: Campinas tem mais 16 mortes e 344 casos confirmados 
Covid-19: leitos continuam lotados e taxa de ocupação é de 86,63%

Segundo Jonas, entre as verbas confirmadas estão R$13 milhões que serão destinados através do convênio com o Estado para aplicação do recurso no Hospital Ouro Verde. O convênio, já vinha sendo pedido por Jonas há alguns meses e retorna a antiga parceria que já havia com o governo estadual para ajudar no custeio do hospital municipal.  

Ainda de acordo com o prefeito, a quantia foi reformada com preço menor, e deve ser paga parcelada mês a mês, já com início imediato.  

Já a segunda verba, de mais R$12 milhões, foi pedida pelo município como auxílio para recompensar os gastos da pandemia, e também será destinada pelo governo estadual. 

"É um recurso que a gente estava pedindo, importante para gente poder fechar a despesa que tivemos com o aumento de leitos, e para fazer a sustentação desses gastos. Trabalhamos muito para conseguir isso", declarou Jonas.  

Segundo o secretário de Saúde, Carmino de Souza, o convênio foi firmado na noite de ontem (9). "Os dois já estão garantidos e são recursos muito importantes", afirmou.

Mais notícias


Publicidade