Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Campinas passa de 700 mortes e tem mais 840 casos

Cidade chegou a 17.805 moradores contaminados, sendo que 701 vieram a óbito

| ACidadeON Campinas

Veja números atualizados de casos do novo coronavírus em Campinas


Campinas atualizou no começo da tarde desta quinta-feira (30) os números da covid-19 na cidade. O novo boletim confirmou 840 novos casos, e 19 óbitos a mais registrados pela doença, passando a marca de mais de 700 mortes na cidade. Com a atualização, a cidade soma agora 17.805 moradores confirmados com a doença, sendo que 701 vieram a óbito.

Segundo a Prefeitura, o número de casos confirmados hoje é o maior já registrado desde o início da pandemia, mas soma casos de dois dias, já que ontem o sistema do Ministério da Saúde apresentou instabilidade.  

Entre as vítimas fatais confirmadas hoje, estão 13 homens e seis mulheres. Deles, cinco não tinham outras doenças e quatro tinham idade abaixo dos 60 anos (veja a relação completa abaixo).  

A cidade ainda investiga 26 mortes e 771 casos suspeitos. Entre os casos confirmados, 15.518 já se recuperaram, 453 estão internados nos hospitais municipais e 1.133 estão em isolamento domiciliar.   

Vítimas fatais confirmadas hoje:  

Mulher, de 70 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz. 

Homem, de 83 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 20 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 56 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Mulher, de 44 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 10 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 59 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 94 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mulher, de 71 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 92 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 27 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 79 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 77 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 23 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Mulher, de 89 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 26 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mulher, de 94 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 26 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 76 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 23 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 68 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mulher, de 96 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 78 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 92 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 18 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 83 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 26 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

- Homem, de 43 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 28 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.


Mais do ACidade ON