Aguarde...

cotidiano

Ocupação de UTI em Campinas fica abaixo de 80% após 2 meses

Taxa de ocupação nesta quinta-feira (30) atingiu índice de 78,99%; última vez que índice ficou no mesmo patamar foi no fim de maio

| ACidadeON Campinas

Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19) 

Após dois meses com ocupação de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) acima dos 80%, Campinas voltou a índices mais confortáveis nesta quinta-feira (30). A taxa das redes pública e privada na cidade hoje é de 78,99% - considerando leitos para pacientes infectados com covid-19.

A última vez que a taxa tinha ficado abaixo dos 80% havia sido entre fim de maio e começo de junho (veja histórico abaixo), quando a cidade tinha menos de 80 mortes por covid-19. Hoje, Campinas passou de 700 mortes pelo novo coronavírus e tem 17.805 casos confirmados da doença.

A cidade tem atualmente 414 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 no SUS e na rede particular. Deste total, 327 estão ocupados, o que corresponde a 78,99%. Há 87 leitos livres somando as redes pública e particular.

A taxa menor que 80% ocorreu após quedas consecutivas nesta semana. Ontem, ela estava em 80,92% e seguia no mesmo nível do começo de junho. Já na terça-feira (28), a taxa era de 81,4%.

FLEXIBILIZAÇÃO


A taxa de ocupação de leitos de UTI é considerado importante para a flexibilização da quarentena, uma vez que garante assistência hospitalar para a população - conforme o número de leitos por habitante.

Desde o começo da semana, Campinas já está na fase laranja do Plano São Paulo, pois neste caso é o índice da região que conta para avançar nas fases propostas pelo governo estadual, junto com outros critérios.

Hoje, a ocupação de leitos de UTI do DRS (Departamento Regional de Saúde) de Campinas, que engloba 42 cidades, é de 75,8%.

COMO ESTÃO


Os leitos em Campinas são divulgados conforme a gestão - seja ela municipal, estadual ou privada. Confira abaixo:

SUS Municipal: são 155 leitos, dos quais 135 estão ocupados, o que equivale a 87,10%. Há 20 leitos livres.

SUS Estadual: AME (Ambulatório Médico de Especialidades) e HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp: são 93 leitos, dos quais 79 estão ocupados, o que corresponde a 84,95%. Há 14 leitos livres.

Particular: são 166 leitos, dos quais 113 estão ocupados, o que equivale a 68,08%. Há 53 leitos livres.

HISTÓRICO


JULHO


30/07 - 78,99%
29/07 - 89,92%
28/07 - 81,4%
27/07 - 86,7%
26/07 - 86,5%
25/07 - 84,9%
24/07 - 86,13%
23/07 - 84,35%
22/07 - 85,33%
21/07 - 87,04%
20/07 - 86,45%
19/07 - 86,20%
18/07 - 85,46%
17/07 - 85,71%
16/07 - 85,85%
15/07 - 86,58%
14/07 - 87,70%
13/07 - 88,05%
12/07 - sem divulgação
11/07 - 89,40%
10/07 - 89,61%
09/07 - 86,63%
08/07 - 88,65%
07/07 - 89,97%
06/07 - 90,23%
05/07 - sem divulgação
04/07 - sem divulgação
03/07 - 87,07%
02/07 - 88,17%
01/07 - 89,33%

JUNHO


30/06 - 87,43%
29/06 - 89,54%
28/06 - 88,85%
27/06 - 89,40%
26/06 - 90,98%
25/06 - 88,79%
24/06 - 90,16%
23/06 - 89,14%
22/06 - 89,21%
21/06 - sem divulgação
20/06 - sem divulgação
19/06 - 88,6%
18/06 - 85,8%
17/06 - 86,58%
16/06 - 88,5%
15/06 - 86,83%
14/06 - 84,22%
13/06 - 85,17%
12/06 - 86,54%
11/06 - 84,93%
10/06 - 82,35%
09/06 - 80,28%
08/06 - 80,37%
07/06 - sem divulgação
06/06 - sem divulgação
05/06 - sem divulgação
04/06 - 82,75%
03/06 - 87%
02/06 - sem divulgação
01/06 - 83,65%

MAIO

31/05 - sem divulgação
30/05 - 79,6%
29/05 - 75,42%
28/05 - 78,2%
27/05 - 77%

Mais do ACidade ON