Aguarde...

cotidiano

Taxa de ocupação de UTI em Campinas sobe para 82,17%

Índice subiu neste domingo, segundo Prefeitura de Campinas; ontem índice era de 81,69%

| ACidadeON Campinas

Vista aérea do Hospital Municipal Mário Gatti, de Campinas (Foto: Carlos Bassan/PMC) 

A taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em Campinas subiu neste domingo (2) chegando a 82,17%. Ontem, o índice estava em 81,69% de acordo com a Prefeitura de Campinas.

De acordo com a Saúde, a cidade conta 415 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 341 estão ocupados, o que corresponde a 82,17%.

Há 74 leitos livres somando as redes pública e particular. A maior taxa de ocupação neste domingo, por gestão, é no SUS municipal, com 90,97% dos leitos ocupados. De 155 leitos, 141 estão ocupados.

Já no SUS estadual, que abrange o AME (Ambulatório de Especialidades Médicas) e o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp, dos 93 leitos, 80 estão ocupados, o que corresponde a 86,02%. Há 13 leitos livres.

Por fim, na rede particular, de 167 leitos, dos quais 120 estão ocupados, o que equivale a 71,86%. Há 47 leitos livres.

MUDANÇA DE FASE

Apesar de acima de 80% no município, é a taxa da região de Campinas (DRS V) que conta para um possível avanço de fase no Plano São Paulo. Segundo dados do Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados) do governo estadual, a taxa da região é de 70,2%. O dado é de sábado (1º).

Inclusive, no fim de julho, o governo de São Paulo fez uma alteração que permite que regiões com taxa de ocupação abaixo dos 75% nos leitos de UTI para covid-19 entrem na fase 4 verde, enquanto o índice previsto anteriormente era de menos de 60%.

Apesar disso, uma região só pode avançar para uma fase de maior flexibilização após 14 dias de mudança, isso caso mantenha os indicadores de saúde estáveis por um período completo de incubação. No caso de Campinas, a região entrará nesta segunda-feira (3) na segunda semana de fase laranja.

Mais do ACidade ON