Aguarde...

cotidiano

Campinas chega a 731 mortes e 18,9 mil casos de covid-19

As sete novas vítimas anunciadas nesta segunda-feira (3) tinham todas mais de 60 anos

| ACidadeON Campinas

Casos e mortes de covid-19 continuam a serem registrados em Campinas (Foto: Denny Cesare/Código19) 

Campinas anunciou mais sete mortes por covid-19 nesta segunda-feira (3), totalizando agora 731 óbitos pelo novo coronavírus desde março na cidade. Além disso, foram confirmados mais 364 casos, chegando então a 18.995 pacientes infectados.

Os dados são do boletim epidemiológico da Prefeitura, que trouxe ainda uma morte a mais sob investigação (agora são 22) e 787 pessoas que aguardam resultados de exames para confirmar ou não a covid-19 (6 a mais).

Há ainda 30.332 casos que foram descartados - isto é, pessoas que fizeram o exame e tiveram resultado negativo para coronavírus. O número teve acréscimo de 402 diagnósticos desde o último boletim, divulgado ontem.

Na cidade, 16.686 pessoas se recuperaram da doença (398 a mais) e 419 seguem internadas por conta de agravamento dos sintomas. Em isolamento domiciliar são 1.159 - 42 a menos que o divulgado no domingo (2).

Em relação às mortes anunciadas hoje, quatro eram homens e três, mulheres. Todos tinham doenças prévias e eram maiores de 60 anos de idade. Dois tinham mais de 80 anos, três estavam na faixa de 70 a 79 anos e dois entre 60 e 69 anos.

Sobre a situação, o secretário de Saúde Carmino de Souza afirmou que existe uma melhora no quadro geral da doença em Campinas.

"A gente vem em um momento bom, principalmente em relação a ocupação de leitos de UTI, mas não podemos relaxar. Precisamos avançar ainda mais e para isso contamos com a ajuda da população", disse em transmissão ao vivo com o prefeito Jonas Donizette (PSB) nesta segunda.  

LEIA TAMBÉM
Campinas retoma feiras noturnas a partir desta terça
Secretária diz que Campinas deve avançar para fase amarela


AS VÍTIMAS

Homem, de 69 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Mulher, de 76 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 87 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Homem, de 72 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Mulher, de 63 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 27 de julho em hospital público. O exame foi feito no Instituto Adolfo Lutz.

Homem, de 87 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 2 de agosto em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mulher, de 79 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.

Mais do ACidade ON