Aguarde...

cotidiano

Covid-19: Campinas tem mais 20 mortes e total chega a 751

Campinas também registrou mais 448 pessoas infectadas pela doença nas últimas 24 horas. Agora, o total de infectados é de 19.443. Desse total, 17.168 já estão recuperadas da doença

| ACidadeON Campinas

Movimento no calçadão da Rua 13 de Maio em Campinas. (Foto: Luciano Claudino/Código19)

Campinas atualizou no final da manhã desta terça-feira (4) os números da covid-19 na cidade. Segundo a Prefeitura, a cidade registrou mais 20 mortes causadas pela doença e o total de óbitos chega hoje a 751. Ainda estão sendo investigados mais 25 mortes que podem ter sido causadas pela doença.

Entre as vítimas fatais 12 eram homens e oito mulheres. Duas pessoas não tinham comorbidades e a mais nova era uma mulher, de 29 anos, que tinha outras doenças (veja perfil completo abaixo).  

Campinas também registrou mais 448 pessoas infectadas pela doença nas últimas 24 horas. Agora, o total de infectados é de 19.443. Desse total, 17.168 já estão recuperadas da doença.  

Ainda há 761 pessoas esperando resultados de testes da covid-19.
 
LEIA TAMBÉM  
Secretária diz que Campinas deve avançar para fase amarela
 

Em hospitais da cidade estão 407 pessoas internadas com a doença. Em casa, em isolamento domiciliar estão outras 1.117 pessoas.  

Sobre as vítimas fatais:
 
Homem, de 63 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 52 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 71 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 85 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 92 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 23 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 62 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 02 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 40 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 03 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 78 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 76 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 29 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 29 de julho em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 84 anos, que tinha outras doenças. Morreu o dia 3 de agosto em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 77 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 01 de agosto em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Homem, de 42 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 03 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 82 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 31 de julho em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 46 anos, que não tinha outras doenças. Morreu no dia 03 de agosto em hospital privado. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 75 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 19 de junho em domicílio. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Homem, de 79 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 23 de junho em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 73 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 24 de julho em hospital privado. O exame foi feito em laboratório privado.  

Mulher, de 83 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 03 de agosto em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.  

Mulher, de 47 anos, que tinha outras doenças. Morreu no dia 24 de julho em hospital público. O exame foi feito no instituto Adolfo Lutz.


Mais do ACidade ON