Aguarde...

cotidiano

Depois de quedas, ocupação de UTI covid-19 sobe em Campinas

Mesmo com dois leitos a mais disponíveis para coronavírus, cidade aumentou taxa para 66,36%; ontem índice era de 64,91%

| ACidadeON Campinas

HC da Unicamp (Foto: Luciano Claudino/Codigo 19/Codigo 19) 

Após registrar queda por dois dias seguidos, a taxa de ocupação de leitos complexos para o novo coronavírus voltou a subir nesta quinta-feira (10) em Campinas. Hoje, o índice de ocupação nas UTIs (Unidade de Tratamento Intensivo) está em 66,36% - isso ainda com mais dois leitos disponíveis hoje. Ontem, estava em 64,91%.

Segundo balanço divulgado diariamente, a cidade conta nesta quinta com 324 leitos exclusivos para pacientes graves com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 215 estão ocupados. Há 109 leitos livres somando as redes pública e particular.

Ainda hoje, Campinas anunciou mais nove mortes por covid-19, e os casos chegam a quase 30 mil. O aumento dos leitos ocorreram na rede privada (3 a mais), mas houve na rede estadual um remanejamento, diminuindo um leito.

Nesta quinta-feira, eles estão divididos da seguinte forma, de acordo com a Prefeitura de Campinas:

SUS Municipal: 141 leitos, dos quais 100 estão ocupados, o que equivale a 70,92%. Há 41 leitos livres.

SUS Estadual (AME + HC da Unicamp): 64 leitos, dos quais 43 estão ocupados, o que corresponde a 67,18%. Há 21 leitos vagos.

Particular: 119 leitos, dos quais 72 estão ocupados, o que equivale a 60,50%. Há 47 leitos livres.

Mais do ACidade ON