Aguarde...

cotidiano

Aulas presenciais do 5º e 9º ano voltam no dia 7 de outubro

Pais podem deixar os filhos em atividades não presenciais; para rede particular e estadual, retorno presencial será facultativo

| ACidadeON Campinas

A secretária de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer(Foto: Reprodução) 

As aulas presenciais do 5º e do 9º ano em Campinas vão voltar a partir do dia 7 de outubro. O anúncio foi feito pelo prefeito Jonas Donizette (PSB), durante uma transmissão nas redes sociais na tarde desta segunda-feira (14). A Educação deixou a opção facultativa e os pais podem deixar os filhos em atividades não presenciais - estes poderão continuar acompanhando pela internet. 
 
Leia mais 
Volta às aulas: maioria dos pais não quer filhos na escola


Ainda segundo o prefeito, todos os outros anos vão continuar com atividades remotas, sem um prazo definido para ser presencial. "Eu diria que está descartado (o retorno) este ano, mas por enquanto vamos falar que não está previsto", disse o prefeito.

A secretária de Educação, Solange Villon Kohn Pelicer, explicou também que não haverá reprovação de alunos, mas que uma balanço sobre o conteúdo apresentado remotamente ainda será feito.

De acordo com a secretária, estes dois anos foram escolhidos por marcarem um fim de um ciclo na escola - ensino fundamental 1 e 2. A atividade presencial dá mais oportunidade ainda para os alunos mudarem para escolas técnicas. São cerca de 4 mil alunos que englobam estas duas séries.

"A atividade presencial é importante. E sabemos que nossos alunos vão bem nos vestibulinhos para escolas técnicas e profissionalizante. Por isso vamos liberar estes dois anos", disse.  

A frequência semanal ainda será definida dependendo do tamanho da escola e também da quantidade de alunos que irão realmente retornar ao ensino presencial. "Precisamos ver com as escolas e também com os pais. A secretaria está vendo isso", disse. 

REDE ESTADUAL E PARTICULAR

Jonas explicou que a rede particular também poderá retomar as atividades presenciais no dia 7, mas a escolha também é facultativa para cada unidade. Caso decida pela volta, a escola precisa ter o termo de estabelecimento responsável, além de seguir regras do Devisa (Departamento de Vigilância Sanitária). O mesmo vale para a rede estadual.  

PROTOCOLOS

O prefeito explicou que as escolas que vão voltar com atividades presenciais deverão seguir as seguintes regras:

- Escolas deverão ser higienizadas várias vezes ao dia;
- Carteiras com 1,5 metro de distância entre elas;
- Cada aluno vai ganhar um kit com duas máscaras, álcool em gel e uma garrafa de água, porque o bebedouro não irá funcionar de forma coletiva;
- Na entrada profissionais vão medir temperatura, higienizar as mãos e o material escolar;
- Alunos receberão prato feito na merenda;
- Transporte escolar terão novas regras, além de medir temperatura dos alunos e higienização;
- Funcionários terceirizados deverão seguir os mesmos protocolos de segurança;

Mais do ACidade ON