Aguarde...

cotidiano

Região de Campinas passa de 100 mil casos confirmados de covid-19

Dados do Seade mostram ainda que DRS 7 tem 3,1 mil óbitos de coronavírus desde março; ambos os índices tiveram alta semanal segundo levantamento

| ACidadeON Campinas

 

Região de Campinas passou a marca de 100 mil casos confirmados, segundo Seade (Foto: Luciano Claudino/Código19)

O DRS 7 (Departamento Regional de Saúde), de Campinas, passou a marca de 100 mil casos confirmados de covid-19 desde março, além de passar de 3 mil óbitos pela doença. Os dados do Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), do governo estadual, mostram ainda alta na comparação semanal no dois índices.

Os números divulgados pelo órgão referentes à data de ontem mostram que a regional alcançou 100.199 casos confirmados e 3.130 mortes pelo coronavírus. No dia 20, o número de casos confirmados era de 99.831. A variação semanal para casos é de 27,6% enquanto para mortes é de 20,7%.

Apesar da alta, a média móvel de casos novos por dia tem se mantido estável nos últimos dois dias, com cerca de 368 casos por dia. Já no dia 19, foram confirmados 730 casos. O recorde foi no dia 13 de agosto, com 2.606 casos diagnosticados em 24 horas.

A área da DRS 7 envolve 43 cidades da região de Campinas, incluindo 19 da RMC (Região Metropolitana de Campinas) -, a lista inclui também municípios como Amparo, Jundiaí, Socorro e Bragança Paulista. 

No Estado de São Paulo, já são 937.332 casos confirmados e 33.984 óbitos pela covid-19. No Brasil, os casos passam de 4,5 milhões e as mortes são 137.272, segundo o Seade.

INTERNAÇÃO

Embora as mortes e casos confirmados tenham registrado alta semanal, a variação de internações novas diárias teve redução de 4,9% no período. Foram 990 na última semana na DRS 7, deixando a ocupação de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) em 47,2%. Já a de enfermaria está em 36,7%.

Os dados são um dos balizadores para o avanço de fase no Plano São Paulo. Atualmente, Campinas está na fase amarela há quase sete semanas e somente em outubro uma nova avaliação será feita pelo governo estadual, podendo ou não levar a região para a fase verde do plano estadual de flexibilização da quarentena.

Na fase atual, os comércios podem funcionar por oito horas por dia e até mesmo as atividades como cinemas, teatros, centros culturais, bibliotecas, galerias e museus foram liberadas.

TIPO DE VÍTIMA

A maioria dos casos confirmados da DRS 7 são mulheres (53%), com idade entre 30 a 39 anos (23,7%) e de cor branca (72,2%). Já entre os óbitos, a maioria são homens (60%), com idade entre 70 a 79 anos (26,7%), também de cor branca (74,4%).

As doenças preexistentes mais comuns são cardiopatia (4,2%) e diabetes (3%) em casos confirmados. O mesmo ocorreu entre as mortes, mas com porcentagem maior. Cardiopatia fica em primeiro lugar com 51,2% entre os óbitos de covid-19 e diabetes em segundo, com 36%.

Mais do ACidade ON