Aguarde...

cotidiano

Depois de ficar abaixo de 60%, ocupação de UTI sobe em Campinas

Taxa geral havia caído na semana passada e atingido índice menor que 60%, algo que não havia ocorrido deste o começo da quarentena; agora, número subiu para 61,46%

| ACidadeON Campinas

Taxa de ocupação de UTI volta a subir em Campinas para casos de covid-19 (Foto: Weber Sian/ACidade ON) 

Depois de registrar na última semana uma taxa de ocupação de leitos de UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para covid-19 menor que 60% - algo que não tinha ocorrido desde o começo da pandemia em Campinas - o índice voltou a subir nesta segunda-feira (28). Segundo a Prefeitura de Campinas, hoje a ocupação está em 61,46%.

No sábado, a taxa geral já havia sofrido aumento em comparação com a sexta-feira. Há dois dias, ela estava em 58,68% contra 56,79% no dia anterior. Apesar disso, no sábado foi a primeira vez que a UTI municipal chegou a ter menos de 50% de ocupação.  
 
LEIA TAMBÉM 
Aglomeração pode levar a fechamento de bares em Campinas


Hoje, Campinas tem 288 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 177. Há 111 leitos livres somando as redes pública e particular. Ainda nesta segunda, a cidade confirmou mais um óbito e 32.933 casos de covid-19 (leia mais aqui).

OS LEITOS

Os leitos estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 131 leitos, dos quais 76 estão ocupados, o que equivale a 58,01%. Há 55 leitos livres.

SUS Estadual (AME + HC da Unicamp): 63 leitos, dos quais 34 estão ocupados, o que corresponde a 53,97%. Há 29 leitos vagos.

Particular: 94 leitos, dos quais 67 estão ocupados, o que equivale a 71,28%. Há 27 leitos livres.

Mais do ACidade ON