cotidiano

Especial coronavirus

UTI Covid do HC continua 100% lotada; taxa geral é de 80,87%

Atendimentos e cirurgias eletivas na Unicamp seguem suspensos por lotação na ala de covid desde segunda-feira (11)

| ACidadeON Campinas -

HC da Unicamp: lotação desde segunda-feira (11) (Foto: Denny Cesare/Código19) 

A UTI (Unidade de Tratamento Intensivo) para coronavírus do HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp continua 100% lotada e, por isso, os atendimentos seguem suspensos, assim como as cirurgias eletivas. A suspensão ocorreu na segunda-feira (11).

Já a taxa geral de ocupação de leitos complexos na cidade é de 80,87% nesta quarta-feira (13), segundo boletim divulgado pela Prefeitura de Campinas. Ontem, a taxa era de 85,7%.

No total, o município tem 230 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 186 estão ocupados, o que corresponde a 80,87%. Há 44 leitos livres somando as redes pública e particular.

Ainda hoje, Campinas confirmou mais sete óbitos de covid e 54.633 casos confirmados. Agora, a cidade tem 1.536 mortes pela covid-19 desde março de 2022 - leia mais aqui.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:

SUS Municipal: 74 leitos, dos quais 67 estão ocupados, o que equivale a 90,54%. Há 7 leitos livres.  

SUS Estadual: 17 leitos, dos quais 17 estão ocupados, o que corresponde a 100%. Não há leitos livres. 

Particular: 139 leitos, dos quais 102 estão ocupados, o que equivale a 73,38%. Há 37 leitos livres.

MAIS LEITOS
 

Após pressão na rede pública, a Prefeitura anunciou hoje o reforço de mais leitos. Segundo a Saúde, outros 10 leitos de UTI Covid da Irmandade Santa Casa estão disponíveis a partir de hoje e entrarão no quadro do SUS Municipal a partir de amanhã (14), e outros dois leitos do Celso Pierro da PUC Campinas estarão disponíveis a partir de sexta-feira (15).

Mais notícias


Publicidade