cotidiano

Especial coronavirus

Campinas inicia 2ª etapa de vacinação em profissionais da saúde; veja quem pode

Nesse novo grupo incluem médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, técnicos de análises clínicas e motoristas de ambulância

| ACidadeON Campinas -

 

Roberto Damian Pacheco Pinto, de 36 anos, foi o 1º a ser vacinado na segunda fase (Foto: Denny Cesare/Código19)

Campinas começou hoje (28) a segunda fase da vacinação contra a covid-19 que atinge novas categorias de profissionais da saúde - que não estão na assistência direta a pacientes com coronavírus. O pontapé inicial foi dado pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos) logo cedo, no Centro de Vivência do Idoso, na Lagoa do Taquaral. O local é um dos cinco locais programados para receber a campanha de imunização na cidade.  

Nesse novo grupo incluem médicos, enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem, cirurgiões dentistas, técnicos de análises clínicas e motoristas de ambulância. A vacinação foi iniciada com as 12 mil doses da vacina Oxford/Astrazeneca que Campinas recebeu na última terça-feira.   

O primeiro profissional a se cadastrar recebeu a vacina às 8h da manhã. O primeiro vacinado nesta fase foi o médico Roberto Damian Pacheco Pinto, de 36 anos, que trabalha em uma clínica de oftalmologia.

Para se vacinar, os profissionais de saúde devem fazer um agendamento pelo site www.vacina.campinas.sp.gov.br. Só será possível agendar enquanto houver doses disponíveis.   
 
LEIA TAMBÉM 
Saiba tudo sobre a vacinação contra a covid-19 em Campinas


Ontem, a Prefeitura fez um balanço e informou que ontem vacinou 15.052 pessoas, entre profissionais da saúde e idosos do Lar dos Velhinhos. A Administração também informou que identificou, através do agendamento, tentativas de fraude. De acordo com a diretora do Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde), Andrea von Zuben pessoas que não estão entre os seis grupos prioritários fizeram o cadastro para tentar tomar a vacina (leia mais aqui).   



CADASTRO  

Até ontem 11,1 mil pessoas agendaram a vacina. O prefeito Dário Saadi (Republicanos) explicou que, por enquanto, somente estes grupos estão no agendamento por conta da quantidade de imunizantes que a cidade recebeu até agora. Não há previsão para novos lotes com doses chegarem em Campinas.

A primeira etapa da vacinação será dividida da seguinte maneira:  

1º profissionais de saúde, indígenas e quilombolas cerca de 63 mil pessoas em Campinas já iniciada
2º pessoas com 75 anos ou mais 40.383 pessoas (sem data definida);
3º 70 a 74 anos 26.309 pessoas (sem data definida);
4º 65 a 69 anos 33.507 pessoas (sem data definida);
5° 60 a 64 anos 46.169 pessoas (sem data definida).  

Das mortes por covid em Campinas, 87% correspondem a esse público da primeira etapa. Ontem, a cidade ultrapassou os 60 mil casos da doença e chegou a 1.620 vítimas fatais (leia aqui).
 
PÚBLICO  

O prefeito também fez um destaque sobre a segurança da campanha, para que a vacinação seja feita para os públicos prioritários. "No agendamento, tem um alerta onde a pessoa terá que garantir a veracidade das informações declaradas. Quem cometer alguma fraude será responsabilizado civil e criminalmente. Além disso, no momento da vacinação, o profissional terá que apresentar os documentos que comprovam suas informações", completou.  

COMO SERÁ
 
A vacina será aplicada em duas doses, sendo a segunda 12 semanas após a primeira. "Na primeira fase, tinham que ser vacinados os profissionais da linha de frente e, assim como já fazemos na campanha de Influenza, as doses foram enviadas diretamente para as unidades de saúde, tanto públicas como privadas", explicou a diretora do Devisa, Andrea von Zuben. "Os demais profissionais que atuam em unidades de saúde, mas que não fazem parte da linha de frente, terão que fazer o agendamento em nosso hotsite", completou.  

Ainda segundo a diretora, todos os profissionais de saúde serão imunizados, de acordo com a chegada de novas doses na cidade.

O QUE LEVAR
 
Só pode tomará tomar a vacina quem tiver agendado. No dia marcado, é preciso levar documento de identificação com foto e carteira de registro profissional ou comprovante de vínculo com estabelecimento de saúde, como holerite, carteira de trabalho assinada ou declaração do empregador.
Serão dois centros de imunização:  

- Centro de Vivência do Idoso Lagoa do Taquaral - Portão 5 (região leste);  

- Caic Sudoeste (Zeferino Vaz) Rua José augusto de Mattos, s/nº, Vila União (Região Sudoeste).
Vacina Campinas

O hotsite www.vacina.campinas.sp.gov.br também esclarece dúvidas sobre vacinas e a atual campanha de vacinação na cidade. Além disso, divulga a opinião de especialistas, notícias relacionadas ao assunto, cuidados com a doença, entre outros tópicos.

Mais notícias


Publicidade