Aguarde...

cotidiano

UTI-Covid: Campinas abre 21 leitos, mas ocupação segue quase igual

No final de semana, a rede chegou a ter 100% dos leitos municipais ocupados

| ACidadeON Campinas

 

Campinas contratará mais leitos para evitar colapso na saúde (Foto: Fernanda Sunega/PMC)

Apesar de Campinas ter aberto mais 21 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivos para pacientes com covid-19, a taxa de ocupação praticamente não alterou na cidade entre segunda (22) e esta terça-feira (23). 
 
Hoje Campinas conta com 279 leitos de UTI-Covid. Destes total, 248 estão ocupados, o que corresponde a 88,89%. Há 31 leitos livres somando as redes pública e particular. Ontem a ocupação era de 81,68%.

Ontem, a rede municipal anunciou a contratação de mais 14 leitos - hoje foram abertos 11. Além disso, o HC (Hospital de Clínicas) da Unicamp (Universidade Estadual de Campinas) abriu outros dez.

Segundo o secretário de Saúde de Campinas, Lair Zambon, a situação epidemiológica da cidade se agravou muito nos últimos quatro dias. No final de semana, a rede chegou a ter 100% dos leitos municipais ocupados.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:


SUS Municipal: 118 leitos, dos quais 116 estão ocupados, o que equivale a 98,31%. Há dois leitos livres.

SUS Estadual: 30 leitos, dos quais 22 estão ocupados, o que corresponde a 73,33%. Há oito leitos livres.

Particular: 131 leitos, dos quais 110 estão ocupados, o que equivale a 83,97%. Há 21 leitos livres.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON