cotidiano

Especial coronavirus

UTI-Covid: Campinas confirma que rede municipal está sem leitos

Até mesmo os três leitos exclusivos para gestantes foram ocupados hoje; ocupação geral também cresceu

| ACidadeON Campinas -

Ocupação de leitos voltou a crescer em Campinas (Foto: Divulgação/PMC) 

A Secretaria de Saúde de Campinas confirmou, na tarde desta quinta-feira (11), que a cidade não possui mais nenhum leito de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) exclusivo para pacientes com covid-19 na rede municipal. Até mesmo os três leitos exclusivos para gestantes que estavam vagos ontem foram ocupados hoje.

Além disso, a taxa de ocupação geral, envolvendo rede pública municipal, estadual e privada cresceu em relação aos números de ontem (leia mais aqui).

De acordo com a Prefeitura, a cidade possui 119 leitos na rede municipal e todos estão ocupados. Não rede estadual, há 30 leitos de UTI-Covid e somente um está vago.

No total, Campinas conta com 332 leitos de UTI exclusivos para pacientes com covid-19 nas redes pública e particular. Deste total, 318 estão ocupados, o que corresponde a 95,78%. Há 14 leitos livres somando as redes pública e particular. 
 
NOVAS REGRAS  

O governo de São Paulo um endurecimento ainda maior das medidas de restrição na quarentena de covid-19 em todo o Estado. Entre elas estão a suspensão de funcionamento de igrejas e também a interrupção de campeonatos esportivos, como o futebol.

Os leitos estão divididos da seguinte forma:


SUS Municipal: 119 leitos, dos quais 119 estão ocupados, o que equivale a 100%. Não há leito livre.

SUS Estadual: 30 leitos, dos quais 29 estão ocupados, o que corresponde a 96,67%. Há um leito livre.

Particular: 183 leitos, dos quais 170 estão ocupados, o que equivale a 92,90%. Há 13 leitos livres.

Publicidade