cotidiano

Especial coronavirus

Doria cita "quadro gravíssimo" e deve anunciar novas medidas hoje

Coletiva está marcada para 12h45 e anúncio valerá para todo o estado de São Paulo

| ACidadeON Campinas -

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB) (Foto: Governo do Estado de São Paulo)
O governador do Estado de São Paulo, João Doria (PSDB), disse que poderá anunciar hoje (17) medidas ainda mais restritivas contra a covid-19 dentro da fase emergencial do Plano São Paulo. Uma coletiva de imprensa está prevista para às 12h45, e será transmitida pelo ACidade ON

Segundo Doria, o anúncio valerá para todo o Estado, e vem após as constantes pioras nos indicadores da pandemia. Neste momento, o estado tem 69 municípios com 100% de ocupação dos leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) para covid-19. 

Ontem (16) foram registradas 679 novas mortes provocadas pela Covid-19, o recorde em 24 horas desde o início da pandemia. No total, já são 64.902 mortes em São Paulo.

"Na coletiva anunciaremos quais serão as medidas adicionais que certamente terão de ser adotadas. Nós estamos diante de um quadro gravíssimo, dramático, não apenas em São Paulo, mas em todo o Brasil. São Paulo, com a orientação do Centro de Contingência de Covid-19 adotará novas medidas a partir desta decisão. Vamos aguardar o que o centro de contingencia e os cientistas definirão", disse. 

A fala do governador foi dita na manhã de hoje na Sede do Instituto Butantan, durante o acompanhamento do envio de 2 milhões de doses da Coronavac ao Ministério da Saúde. 

NA REGIÃO 

Ontem, o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) participou de uma reunião com os prefeitos das cidades da RMC (Região Metropolitana de Campinas), onde foi discutida a possibilidade de um lockdown regional

Apesar da conversa, ficou agendada uma nova reunião na sexta-feira (19) para determinar ou não a medida mais severa da quarentena contra o coronavírus. Ainda ontem (16) Campinas decidiu por endurecer as medidas da fase emergencial, por causa da constante lotação nos leitos municipais e a "situação dramática" também citada por Dário. 

Por decisão da Prefeitura, a partir de amanhã (18) supermercados, padarias e lojas de conveniência fecham às 20h e após esse horário haverá fiscalização feita pela Polícia Militar e Guarda Municipal. A Prefeitura também decidiu por endurecimento em multas contra aglomerações (leia mais aqui).

Mais notícias


Publicidade