Aguarde...

cotidiano

Ato pede reabertura do comércio em Hortolândia e duas pessoas são detidas

A manifestação incitava os comerciantes a abrirem seus comércios e desrespeitarem as normas restritivas da fase emergencial

| ACidadeON Campinas

Confusão ocorreu no bairro Jardim Amanda (Foto: Reprodução)

Duas mulheres foram detidas, na tarde desta quarta-feira (24), após uma confusão entre manifestantes que pediam a reabertura do comércio na cidade, e a GM (Guarda Municipal). O caso ocorreu no bairro Jardim Amanda, em Hortolândia.

A manifestação, que ocorreu na Avenida Brasil, incitava os comerciantes a abrirem seus comércios e desrespeitarem as normas restritivas do governo estadual e municipal no combate à pandemia do coronavírus. 
 
Os GMs chegam no local e começa um bate-boca. Os manifestantes alegam que querem trabalhar e não vão deixar os agentes fecharem os comércios. Os agentes da Vigilância Sanitária da cidade também afirmam que irão apreender as mercadorias, caso os comerciantes não se retirem do local.

Em um determinado momento, um comerciante começa a conversar com um agente da Vigilância Sanitária, quando é atingido pela arma de choque da Guarda Municipal. As duas mulheres foram levadas até a delegacia de Hortolândia, onde foram ouvidas e liberadas na sequência.  
 
Procurada, a Prefeitura informou que os empresários podem entrar em contato com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico para tirar dúvidas e conferir os serviços que a Administração oferece às empresas.



Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON