cotidiano

Especial coronavirus

Campinas inicia vacinação de agentes de segurança; meta é vacinar 4,5 mil

Na cidade três postos foram montados para imunizar os profissionais

| ACidadeON Campinas -

Policiais procuraram os batalhões para se imunizar (Foto: Denny Cesare/ Código 19)
Campinas começou na manhã de hoje (5) a vacinar contra a covid-19 todos os agentes de segurança da cidade. A imunização desses profissionais foi anunciada na semana passada pelo governo estadual, e começou nesta segunda-feira em todo o Estado. 

Estão incluídos nessa fase da imunização os profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal e Polícia Rodoviária Federal. 

Em Campinas, a meta é vacinar 4,5 mil profissionais. Durante a manhã, a adesão por parte dos profissionais foi confirmada com filas para imunização nos batalhões da Polícia Militar.


Na cidade, pontos de vacinação foram montados no 8º e 47º Batalhão de Polícia Militar, e na sede do CPI 2 (Comando de Policiamento do Interior) na Vila Industrial. Os profissionais puderam ir a pé ou com carro, sendo disponibilizada também a vacinação por drive-thru. 

 BALANÇO

Os postos recebem agentes de segurança de Campinas e cidades da região, e começaram a imunização às 9h30. Segundo o Estado, o objetivo da vacinação nos batalhões é evitar aglomerações nos postos públicos de saúde, onde prossegue a campanha de vacinação para o restante da população. 

Por volta das 12h, o 8º já havia aplicado a primeira dose em cerca de 150 profissionais, sendo que a meta é de 300 até o fim do dia. 

Segundo a Prefeitura, cerca de 360 guardas municipais serão imunizados na cidade, sendo que outros 300 já foram imunizados previamente com o restante de doses que sobraram, como forma de evitar desperdícios.  

Para receber a imunização os profissionais de segurança podem fazer um cadastro prévio pelo site https://vacinaja.sp.gov.br. O registro, porém, não é obrigatório.

NO ESTADO 

Cerca de 180 mil doses de vacina foram disponibilizadas aos agentes em mais de 80 unidades da Polícia Militar no Estado.
O início da vacinação foi acompanhado pelo governador João Doria (PSDB), que esteve presente na Academia de Polícia Militar do Barro Branco. 

"A partir de hoje, começam a ser vacinados 180 mil profissionais de segurança em todo o Estado de São Paulo. São profissionais da ativa das polícias Civil, Militar e Técnico-Científica, Corpo de Bombeiros, Agentes Penitenciários, Guardas Civis Metropolitanos, Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e da Fundação Casa. Em 10 dias, praticamente todos desta população dos profissionais de segurança estarão vacinados", disse Doria. 

A vacinação é exclusiva aos profissionais da ativa das instituições, com exceção daqueles que não atendem aos critérios médicos estabelecidos pelas autoridades de saúde, como gestantes, lactantes, ter tido a COVID-19 há 30 dias ou menos. 

A estrutura montada pela Secretaria de Segurança Pública do Estado para imunizar os agentes inclui 82 pontos de vacinação vinculados a unidades da Polícia Militar. Entre eles estão 21 na capital, nove na Grande São Paulo e sete na região de Campinas.












Mais notícias


Publicidade