Aguarde...

cotidiano

Em duas semanas, 6,8 mil profissionais da Educação são vacinados em Campinas

Balanço foi divulgado pela Administração; aulas municipais voltaram ontem na cidade

| ACidadeON Campinas

 

Com aulas retomadas, há pressão pela imunização dos profissionais da Educação (Foto: Denny Cesare/Código19)

Em duas semanas completadas ontem (26), Campinas vacinou 6.851 profissionais da Educação com idade acima de 47 anos. A vacinação para esse grupo começou no dia 12 deste mês, após o governo estadual incluir professores e servidores da educação na campanha de imunização. 

O balanço com o total de vacinados foi divulgado pela Prefeitura a pedido do ACidade ON. Segundo a Administração, o balanço consta os números atualizados até a manhã de hoje (27). Vale lembrar que Campinas retomou nesta segunda-feira as aulas na rede municipal de ensino (leia mais abaixo). 

Dos 6,8 mil vacinados, constam profissionais da rede municipal, estadual e privada, sendo que números separados por setores ainda não foram divulgados. 

Só na rede municipal, Campinas conta com 5.066 profissionais, sendo que 44,6% estão na idade de ser vacinado neste primeiro momento 2.261. O total de profissionais a serem vacinados na rede estadual e privada ainda não foi divulgado. 

NÚMERO MAIOR QUE DOSES 

De acordo com a Saúde, a cidade recebeu 7.770 doses destinadas a esses profissionais. Até o momento, no entanto, o número de agendados já ultrapassa o total de doses- são 7.824 pessoas cadastradas pela Prefeitura para receberem as doses. 

Segundo a Prefeitura, o número é superior pois a cidade ainda aguarda o recebimento de mais vacinas. Até o momento, já há cadastros até maio na cidade. 

Para receberem as doses, os profissionais devem fazer um pré-cadastro no governo estadual antes de realizar o agendamento para receber a vacina pela Prefeitura. Segundo a secretaria de Saúde, o agendamento para esse público não está aberto no momento, mas será retomado às 14h de hoje.

Para o cadastro, os trabalhadores precisam informar o seu CPF e demais dados pessoais para comprovar que trabalha na rede de ensino. Para as redes municipais, particulares e federal, também é necessário apresentar os dois últimos contracheques para evitar fraudes.

O RETORNO DAS AULAS
 

Depois de mais de um ano de suspensão, Campinas retomou ontem as aulas presenciais na rede municipal de ensino. Na rede estadual e privada, as aulas já haviam sido retomadas na última segunda-feira (19)

A autorização é que as escolas da cidade reabram com 35% da capacidade de ocupação. Já as creches e o ensino infantil retornam as aulas presenciais na semana que vem, no dia 3 de maio. Por regra, as aulas também voltaram em formato de rodízio e com revezamento de turma. 

No total, estão matriculados 24.585 estudantes no Ensino Fundamental, Fumec e Ceprocamp. No total, são 45 Emefs (Escola Municipal de Ensino Fundamental), mas quatro delas estão nos ajustes finais para atender às medidas sanitárias apontadas pelo Devisa (Departamento de Vigilância em Saúde). A Prefeitura disse que a previsão de iniciar as atividades nessas escolas é de 10 dias. 

De acordo com o secretário de Educação de Campinas, José Tadeu Jorge, a partir do momento em que a cidade evoluir para a fase amarela, as escolas poderão receber 50% dos estudantes matriculados. Atualmente, a fase de transição deve durar duas semanas (até o 2 de maio). A expectativa é que, com a melhora dos índices, a fase seguinte seja a laranja.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON