cotidiano

Especial coronavirus

Campinas tem mais 11 mortes de covid-19 e 676 novos casos confirmados

Boletim epidemiológico é o acumulado desde sexta-feira (11); vítima mais nova era um homem de 25 anos

| ACidadeON Campinas -

Movimento no comércio no Dia dos Namorados em Campinas (Foto: Luciano Claudino/Código19) 

A Prefeitura de Campinas divulgou nesta segunda-feira (14) novo boletim epidemiológico de covid-19 com mais 11 mortes confirmadas e 676 novos casos. O boletim é o número acumulado desde sexta-feira (11). Com isso, a cidade tem, até o momento, 3.476 mortes desde março de 2020 de coronavírus e 106.771 moradores infectados.

Entre as mortes anunciadas hoje, a vítima mais jovem era um homem de 25 anos. Ele tinha doenças prévias (comorbidades) e morreu no dia 9 de junho. Além dele, outros quatro homens e seis mulheres morreram de covid e tiveram a morte confirmada hoje.

Das vítimas, a maioria tinha doenças crônicas (9) e a maior parte era maior de 60 anos de idade (6) (veja detalhes abaixo). O boletim também atualizou hoje a situação vacinal de Campinas contra a covid.

No total, foram aplicadas 404.528 primeiras doses contra a doença e 168.732 segundas doses. Inclusive, no último sábado (12) Campinas bateu recorde de vacinados em um único dia, 25.518 doses de vacinas aplicadas.

AS VÍTIMAS


- Homem de 25 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 09 de junho.

- Mulher de 40 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 20 de maio.

- Homem de 51 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 07 de junho.

- Homem de 51 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 09 de junho.

- Mulher de 57 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 05 de junho.

- Mulher de 64 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 31 de maio.

- Homem de 65 anos. Não tinha comorbidades. Morreu dia 04 de junho.

- Mulher de 67 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 10 de junho.

- Homem de 67 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 10 de junho.

- Mulher de 67 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 11 de junho.

- Mulher de 68 anos. Tinha comorbidades. Morreu dia 09 de junho.

Mais notícias


Publicidade