cotidiano

Especial coronavirus

Valinhos cancela Festa do Figo e limita eventos a 50% de público

Cidade também já havia anunciado o cancelamento do Carnaval em 2022

| ACidadeON Campinas -

Prefeitura de Valinhos (Foto: Divulgação)
 

A Prefeitura de Valinhos anunciou na tarde desta sexta-feira (14) o cancelamento da Festa do Figo e Expogoiaba, evento que estava marcado para ocorrer em março deste ano.

A limitação de 50% do público em shows, festas e eventos esportivos e culturais também foi confirmada após uma reunião do Comitê Municipal de Enfrentamento à Covid-19.


Conforme o município, também estão cancelados todos os eventos organizados pela Prefeitura até o final do mês, incluindo aqueles divulgados para este final de semana.

A exemplo de Campinas e de outras cidades da região, as decisões foram tomadas devido ao aumento de suspeitas e confirmações de covid-19 e doenças respiratórias na cidade (veja mais abaixo).

Os anúncios foram feitos pela prefeita Capitã Lucimara (PSD), que já havia decidido também pela suspensão da realização de qualquer evento ou festa de Carnaval.

"Desde o final do ano passado, já nos preparamos para este novo crescimento que se projetava na Europa e, certamente, chegaria ao Brasil. Então, com este planejamento, iniciamos 2022 já preparados para este momento. O momento é de atenção, sim, e por isto estas medidas são necessárias. Vamos continuar o monitoramento, dia a dia", afirmou ela.

OUTRAS MEDIDAS

Lucimara também anunciou nesta sexta a orientação para a adoção do teletrabalho para áreas administrativas, tanto no setor público como privado. Conforme a definição municipal, a mudança vale em situações que não interfiram no andamento das atividades.

Outra decisão desta sexta orienta pessoas obesas, idosas e imunossuprimidas "a evitarem circular em espaços públicos, bem como os não vacinados também". Além disso, manteve o retorno presencial dos alunos nas unidades escolares localizadas no município.

SITUAÇÃO DA SAÚDE

O pacote de medidas é definido no momento em que Valinhos registra a maior média diária de novos casos confirmados de covid-19 desde o início da pandemia.

São 77 casos em média, diariamente, contra 64 registrados em março do ano passado, período em que a cidade passou pela segunda onda de novas infecções.

O aumento também foi registrado no CEV 1 (Centro de Especialidades de Valinhos), especializado no atendimento a pacientes com sintomas respiratórios.


"Enquanto em dezembro a média era de 60 pessoas atendidas por dia, nesta segunda semana de janeiro a média está em 330. Para isso, a Prefeitura ampliou em 200% o número de profissionais de Saúde e em 100% o número de médicos", disse a Prefeitura.

O secretário de Saúde de Valinhos, Gabriel Signorelli, ressalta que a maioria dos casos são leves e que os dados dos dois hospitais da cidade apresentam pequeno aumento no número de internações em leitos de UTI e enfermaria, situação diferente de março de 2021.

"Enquanto nesta sexta 29 pacientes encontram-se nos leitos dos dois hospitais com sintomas gripais, em março do ano passado este número chegou a 139. Porém, em novembro e dezembro, dados divulgados pela Divisão de Vigilância Epidemiológica da Secretaria de Saúde de Valinhos apontavam entre 8 e 9 internados", informou o doutor.

Mais notícias


Publicidade