cotidiano

Especial coronavirus

Covid: região tem menor média móvel de internações em dois anos

Dados da Fundação Seade indicam também queda de mortes na DRS 7

| ACidadeON Campinas -

Imagem aérea da região da Avenida Francisco Glicério, em Campinas (Foto: Reprodução/EPTV Campinas)
 

A média móvel de internações de covid-19 no DRS 7 (Departamento Regional de Saúde) de Campinas caiu de 136 em 22 de janeiro para 19 nesta terça-feira (22).

Este é o menor número desde o início da pandemia, segundo a Fundação Seade (Sistema Estadual de Análise de Dados).

A diminuição no período de dois meses foi de 86% e aponta para uma melhora nas 42 cidades abrangidas pelo departamento. O índice de mortes também caiu.

A média móvel de óbitos saiu de mais de 100 no pico da pandemia para oito hoje, resultado atribuído ao fim da onda de ômicron e ao avanço da vacinação.

A médica infectologista da Unicamp, Raquel Stucchi, explica que a melhora dos dados pode ser ampliada ainda mais, principalmente com auxílio da vacinação.

"Nós precisamos aumentar a adesão à vacinação a partir dos 5 anos de idade. Devemos ampliar o alcance da 3ª dose entre os adultos e imunizar nacionalmente os idosos com a 4ª dose contra a covid-19", alega a especialista.

LEIA TAMBÉM
Campinas tem primeiro boletim sem morte de covid-19 em 2022


OCUPAÇÃO DE LEITOS

Conforme boletim divulgado nesta terça pela pasta de Saúde da cidade, a taxa de ocupação das UTIs (unidades de terapia intensiva) exclusivas segue caindo.

Atualmente, o município tem 101 leitos de UTI exclusivos para pacientes com SRAG nas redes pública e particular de saúde.

Do total de leitos, 57 estão ocupados, o que corresponde a 56,44%. Há 44 leitos livres nas redes municipal e privada (veja detalhamento abaixo).

Há atualmente 22 pacientes adultos com covid-19 internados em UTI e 38 em enfermaria.


Os leitos estão disponibilizados da seguinte maneira:

SUS Municipal - 49 leitos, dos quais 19 estão ocupados, o que equivale a 38,78%. Há 30 leitos livres.

SUS Estadual 10 leitos, dos quais 10 estão ocupados, o que equivale a 100%. Não há leitos livres.

Particular 42 leitos, dos quais 28 estão ocupados, o que equivale a 66,67%. Há 14 leitos livres.

Publicidade