Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Morre 2ª vítima atropelada por motorista bêbado

Motorista parou no acostamento para trocar pneu, as duas mulheres saíram do carro e permaneceram no acostamento quando houve o atropelamento

| ACidadeON Campinas

 

Acidente deixou ao menos uma pessoa morta na tarde deste domingo. Foto: Roberto Torrecilhas/Divulgação

Morreu ontem a segunda vítima do atropelamento causado por um motorista embriagado na tarde deste domingo (26) na Rodovia Adhemar Pereira de Barros (Campinas-Mogi), em Jaguariúna. O homem foi preso em flagrante.

Segundo a polícia o teste de bafômetro constatou que ele tinha 0.67mg de álcool por litro de sangue, sendo que 0.34 já configura crime. Ele vai responder por homicídio culposo e por lesão corporal culposa.  

O acidente aconteceu no km 131 perto da RED Eventos, no sentido Campinas. Eram quase 15h, a família estava em um Pálio Weekend que teve o pneu furado. O motorista parou no acostamento para trocar o pneu, as duas mulheres e uma criança saíram do carro e permaneceram no acostamento, quando outro Pálio, em alta velocidade e desgovernado, se aproximou e atingiu as pessoas no acostamento.

Segundo a Polícia Militar Rodoviária, Usilandio Santos da Conceição, de 31 anos, que trocava o pneu do carro morreu no local ao ser atingido pelo carro. Já, Iracema da Conceição Oliveira de 49 anos, que é tia de Usilandio, chegou a ser levada para o hospital, mas não resistiu. Teve uma parada cardíaca. As outras vítimas do acidente foi identificada como Patrícia Pereira da Silva, de 28 anos e seu filho de 3 anos, ela é esposa de Usilandio. Os dois foram transferidos do Hospital Municipal de Jaguariúna para o Mário Covas, em Hortolândia. O último boletim médico do hospital informou que ela teve uma fratura séria e a criança teve apenas algumas escoriações. 

Homem foi levado à delegacia de Jaguariúna e foi preso. Foto: Reprodução EPTV
"A família está desolada. Porque o cidadão embriagado vem e tira a vida de duas pessoas, destrói uma família. Tem que cobrar Justiça, tem que acompanhar o desenrolar da história com advogado porque só assim as pessoas vão entender que direção e álcool não combinam. Em momento nenhum porque famílias são destruídas e isso não tem preço. Ninguém vai trazer a vida dela de volta, nem do meu sobrinho", afirmou Sidney de Souza Oliveira que é parente das vítimas.  

José Clênio Bandeira Gonzáles de 29 anos foi preso em flagrante e prestou depoimento na delegacia de Jaguariúna onde permaneceu preso.
 


Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON