Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

PM reforça policiamento no Estado após fuga de presos no Paraguai

Segundo a corporação, mais de 13 mil policiais e seis mil viaturas estão dedicados à operação nesta semana

| ACidadeON Campinas

Viatura da Polícia Militar (Foto: Arquivo / ACidade ON)

A Polícia Militar de São Paulo informou que reforçou sua ação em todo o Estado em razão da fuga de presos da Penitenciária Pedro Juan Caballero, no Paraguai. No último domingo 76 prisioneiros membros do PCC (Primeiro Comando da Capital) fugiram. A suspeita é que tenham escapado da prisão por um túnel com a cumplicidade de autoridades.

De acordo com a PM, a operação conta com grande contingente operacional, com participação do policiamento rodoviário, radiopatrulha, Força Tática, policiamento de Choque, Baep (Batalhões de Ações Especiais de Polícia), helicópteros Águia, cães farejadores e uso de drones para monitoramento.  

Segundo a corporação, mais de 13 mil policiais e seis mil viaturas estão dedicados à operação nesta semana. A polícia ressaltou que o efetivo deverá ser reforçado ainda mais.  

Nas primeiras horas de domingo (19), 76 presos escaparam da Penitenciária Pedro Juan Caballero, no Paraguai. Policiais encontraram um túnel que levava do interior de uma das celas ao lado externo da cadeia, mas suspeita-se que nem todos os fugitivos tenham escapado por ele.

Do total de fugitivos, são 40 brasileiros e 36 paraguaios - eles integram uma facção criminosa de origem paulista que atua dentro e fora dos presídios. Dois deles, um de cada nacionalidade, já foram recapturados. O governo federal anunciou o fechamento da fronteira com o Paraguai, o que significa, na prática, intensificar o patrulhamento e a fiscalização na avenida que divide os dois países.  

Menos de 24 horas depois, 26 presos fugiram do Complexo Penitenciário Francisco dOliveira Conde, em Rio Branco, capital do Acre - eles seriam, também, integrantes da facção criminosa. As autoridades policiais investigam que a fuga em massa tem relação com o evento do Paraguai.

Mais do ACidade ON