Aguarde...

cotidiano

GM suspeito de matar jovem na Norte-Sul tem arma retirada

Gustavo Henrique da Silva foi morto no fim de janeiro; GM será transferido para setor administrativo até conclusão de caso

| ACidadeON Campinas

Gustavo foi encontrado morto na Norte-Sul no fim de janeiro (Foto: Arquivo Pessoal)

O GM (Guarda Municipal) de Campinas suspeito de atirar e matar o jovem Gustavo Henrique da Silva, de 26 anos, no dia 27 de janeiro, teve a arma retirada pelo comando da corporação. A informação foi confirmada pela Prefeitura de Campinas nesta quinta-feira (20).

Em nota, a Prefeitura informou ainda que o homem já foi ouvido pela comissão nomeada pela Corregedoria da Guarda Municipal, que abriu uma sindicância investigatória para apurar o caso.

Ainda segundo a Administração, ele ainda está em período de 30 dias de férias e, quando voltar, será transferido para o serviço administrativo, onde atuará até a conclusão da sindicância.

Ainda no começo do mês, o secretário de Segurança Pública, Luiz Augusto Baggio, disse em entrevista que o GM atirou "com motivo" e que "ninguém atira para não atingir".  

O CASO

O jovem foi encontrado morto em um barranco na Avenida José de Souza Campos (Norte-Sul), com um tiro na cabeça, no final de janeiro. Segundo a investigação, Gustavo foi morto por um Guarda Municipal que atirou contra o jovem que não resistiu e morreu.

O GM, que não teve o nome revelado pela polícia, estava de folga e o jovem tentou roubá-lo, simulando estar armado, segundo a investigação. Ele alega legítima defesa.

Mais do ACidade ON