Aguarde...

cotidiano

Acusado de matar irmãos em Hortolândia se entrega à Polícia

O agente penitenciário aposentado matou os irmãos após uma briga por conta de altura do som

| ACidadeON Campinas

Briga aconteceu na frente da casa das vítimas (Foto: Reprodução de vídeo/ EPTV) 

O agente penitenciário aposentado de 67 anos, acusado de matar dois irmãos último sábado (24) após uma briga por causa de som alto no bairro Jardim Nova América, em Hortolândia, se entregou à Polícia Civil nesta terça-feira. Ele foi ouvido e liberado.

De acordo com o delegado seccional de Americana, Jose Joveli, o suspeito se entrou junto com o advogado e prestou depoimento. "Ele não foi preso porque não existe mandado de prisão contra ele. Ele apresentou uma arma, que ficou apreendida e irá passar por perícia", afirmou.

Segundo o boletim de ocorrência, os irmãos Eclécio Ferreira de Lima, de 36 anos, e Adelmo Ferreira de Lima, de 39 anos estavam sentados na calçada da casa, quando o suspeito saiu e iniciou uma discussão, em seguida ele sacou uma arma e começou os disparos.

Eclécio morreu no local, enquanto Adelmo chegou a ser socorrido pelo Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência). Ele veio a óbito ao dar entrada no Hospital Municipal Mário Covas.

Segundo testemunhas, o homem e as vítimas tinham desavenças antigas, mas a briga que resultou na morte teria ocorrido por causa de barulho.

O suspeito fugiu de carro após o crime. Os vizinhos afirmam que ele já havia ameaçado outras pessoas com a arma e tinha problemas de convivência no bairro.

Joveli explicou que inquérito policial será encerrado nos próximos dias e encaminhado à Justiça e ao Ministério Público.


Mais notícias



Mais notícias do ACidade ON