Aguarde...

cotidiano

Falso médico atendia no HC da Unicamp há duas semanas

O jovem foi detido e encaminhado até o 7º Distrito Policial, no distrito de Barão Geraldo, para esclarecimentos

| ACidadeON

Código 19
Falso médico tinha 19 anos e enganou hospital por duas semanas. Foto: Código 19

Um falso médico de 19 anos atuou por cerca de duas semanas no Hospital de Clinicas da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) atendendo pacientes e receitando remédios. Ele foi descoberto por médicos que atuam no hospital que desconfiaram e chamaram a Polícia Militar.

O jovem foi detido e encaminhado até o 7º Distrito Policial, no distrito de Barão Geraldo, para esclarecimentos. Lá, descobriram que o jovem chegou a cursar a faculdade de fisioterapia, mas não se formou. Ele foi identificado como Vítor Sabino Nunes e ao ser indagado pelos policiais, ficou em silêncio.

Ele estava atuando no local há duas semanas e usava vestimentas tradicionais de um médico que atua na unidade como jaleco e acessórios, além de  um carimbo que utilizava no receituário. O receituário era de outro médico que também tinha o nome de Vitor. O farsante, inclusive, tinha um crachá da unidade, que estava desativado.

Vítor já teria trabalhado em dez plantões no centro cirúrgico como estagiário. Os policiais foram até o alojamento dos médicos e lá detiveram Vítor, que estava com uniforme do Centro Cirúrgico. O detido cursou fisioterapia na faculdade Anhanguera até o ano passado.

Os médicos desconfiaram do rapaz após ele se recusar a fazer o atendimento de uma pessoa que entrou na unidade com uma parada respiratória. Ele alegou não se sentir bem e estar com dores no braço para fazer uma massagem cardíaca.

No 7º DP foi feito um boletim de ocorrência de falsidade ideológica e o falso médico foi liberado, já que não foi preso em flagrante.

Em nota, o HC afirmou que "a detenção ocorreu após a equipe de profissionais da Urgência desconfiarem do comportamento do falso médico".

"Após checagens internas foi confirmada a falsidade e acionada as autoridades policiais que realizaram o flagrante. O HC da Unicamp está à disposição das autoridades responsáveis para os devidos esclarecimentos, além dos prestados hoje na delegacia", disse a nota.

Mais do ACidade ON