Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Homem faz família refém e mata ex-mulher a facadas

O sequestro teve início na tarde de sábado (17) e terminou na madrugada deste domingo (18), em Itapira. Ele se matou com um tiro.

| ACidadeON Campinas

Casal se separou há cerca de quinze dias (Foto: Redes sociais)
Um homem matou a ex-mulher a facadas e se suicidou durante a madrugada deste domingo (18), em Itapira. Ele manteve a ex-companheira e a filha reféns durante boa parte do sábado (17).  

Marcos Roberto Parreira, de 34 anos, fez a ex-mulher, Larissa Carolina Bernardo, de 22 anos, refém durante a tarde de sábado e a madrugada de domingo no Bairro José Tonoli, em Itapira. Além da ex-esposa, ele também manteve a filha do casal, de um ano, sob cárcere.  

Segundo a irmã da vítima, Jéssica Fernanda Bernardo, a vítima caminhava na rua na tarde de sábado quando foi abordada pelo ex-marido e a levou para dentro da casa dele. Larissa pediu socorro para a irmã por mensagem de celular. 

A irmã foi até a casa e foi atendida por Marcos, que não a deixou entrar. Ela chamou a polícia, que chegou durante a noite, por volta das 19h.

Com a chegada dos policiais, houve um forte barulho e foi possível ver o corpo de Larissa no chão da garagem da casa. Marcos ameaçava os policiais e quem tentava se aproximar com uma arma de fogo. Ainda não foi determinado se o barulho foi um tiro e se ele acertou Larissa.

O Gate (Grupo de Ações Táticas Especiais) foi acionado para negociar com o Marcos. Depois de algumas horas, ele permitiu que os policiais retirassem o corpo de Larissa da casa. 

Ele continuou com a criança dentro da casa. Os policiais negociaram para que Marcos se entregasse. Ele liberou a filha por volta das 3h30 da manhã deste domingo e se matou com um tiro na cabeça em seguida. 

A criança teve um leve ferimento na mão e está a disposição do Conselho Tutelar.

O CASO

O casal morava junto em outro bairro da cidade. Larissa foi agredida pelo ex-marido em 28 de outubro, durante o segundo turno das eleições. Ele chegou a ser detido, mas não pode ser preso. 

Eles se separaram após a briga e Larissa se mudou para o Bairro José Tonoli com a filha.

Ontem, sábado (17), Marcos encontrou Larissa na rua e a obrigou a entrar na casa que ele alugou no mesmo bairro há aproximadamente três dias, segundo a irmã da vítima. A família da vítima acredita que o crime foi premeditado.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook