Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Campinas tem "ineficiência extrema" na gestão educacional

Levantamento de instituto ligado à UnB coloca a cidade entre as últimas posições do estado em gestão do ensino

| ACidadeON Campinas

Pelos recursos que tem disponíveis, Campinas deveria ter desempenho melhor (Foto: Divulgação) 

A gestão da educação em Campinas foi classificada como de "ineficiência extrema" pelo Atlas da Eficiência da Gestão Municipal da Educação, lançado no fim do ano passado pelo I3gs, instituto ligado à UnB (Universidade de Brasília).

De 0 a 1, Campinas ganhou a nota 0,427, ficando em 573º lugar entre as cidades do estado de São Paulo - o estado tem 645 municípios, mas apenas 598 disponibilizaram os dados.

O levantamento compara a gestão pública entre municípios de um mesmo estado, traduzindo-a em números e permitindo verificar quais são mais ou menos eficientes em diferentes setores. Foram observados critérios como valor investido por aluno, retenção escolar, aprovação e proficiência, entre outros.

Por exemplo: em Campinas, o valor gasto por ano para cada aluno do ensino fundamental é de R$ 14 mil - o Atlas indica que o valor ideal seria de R$ 5,9 mil.  

Além disso, a pesquisa aponta que, com os recursos disponíveis (financeiro e de pessoal), Campinas deveria ter um desempenho melhor em avaliações como o Ideb (Índice de Desenvolvimento da Educação Básica).

"O município produz 42,7% do que poderia produzir considerando os insumos disponíveis", registra o Atlas. A Secretaria Municipal de Educação foi procurada, mas não retornou o contato da reportagem até a publicação deste texto.

RMC EM BAIXA

O ranking elencou dez cidades paulistas que conseguiram nota máxima no índice de eficiência de gestão educacional - nenhuma delas é da RMC (Região Metropolitana de Campinas). Na região, a melhor avaliada foi Santa Bárbara d'Oeste, que teve 0,811 de nota.

A cidade pior colocada no Estado foi Turmalina, com 0,264. O levantamento completo está disponível no site da I3GS.  

OUTRO LADO 

A Prefeitura de Campinas se pronunciou sobre o caso em nota oficial. Leia na íntegra:  

"A Secretaria de Educação informa que os dados divulgados pelo Atlas da Eficiência da Gestão em Educação e que são baseados em informações do Inep, estão comprometidos. O Instituto tinha dados errôneos a respeito da Educação Municipal e que foram corrigidos recentemente."

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook