Aguarde...

cotidiano

Servidores da Câmara decretam estado de greve

A estagnação dos projetos do vale-refeição de comissionados e redução de horas para os servidores concursados definiu o estado de greve

| ACidadeON Campinas

Servidores em protesto na Câmara de Campinas. (Foto: Thiago Rovêdo)  
O Sinpfol (Sindicato dos Funcionários do Poder Legislativo de Campinas) decretou estado de greve na tarde desta segunda-feira (22). A ação foi decidida durante a assembleia dos servidores. Cerca de 250 pessoas participaram da reunião.

O motivo para o estado de greve são os projetos do vale-refeição de comissionados e redução de horas para os servidores concursados. Entre os apontamentos da assembleia, no começo haverá redução de jornada, previamente informada. Até mesmo as sessões ordinárias correm risco de não ocorrer.  

O edital informando a Casa ainda será publicado em jornal, conforme determina a lei. Os vereadores que fazem parte da Constileg (Comissão de Constituição e Legalidade) estão divididos em relação aos projetos (LEIA MAIS AQUI).

A Procuradoria da Câmara já emitiu um parecer declarando que ambos os projetos são constitucionais e não há ilegalidades. O documento foi finalizado no começo de abril e agora será analisado pela Constileg (LEIA MAIS AQUI).

A Constileg é formada por Luiz Cirilo (PSDB), presidente, e pelos membros Zé Carlos (PSB), Permínio Monteiro (PV), Carlão (PT), Carmo Luiz (PSC), Vinicius Gratti (PSB) e Carmo Luiz (PSC).

Caso a comissão aprove, os projetos vão para votação. Caso ele não passe será arquivado.

Mais do ACidade ON