Aguarde...

ACidadeON

Voltar

cotidiano

Falta de uniformes afeta servidores do Samu de Campinas

Os servidores estão com problemas nas roupas, como tecido se desfazendo; alguns estão trabalhando de tênis, porque não têm mais botas

| ACidadeON Campinas

Uniformes do Samu estão com três anos de idade (Foto: Divulgação/PMC) 

Os servidores públicos do Samu (Serviço de Atendimento Móvel de Urgência) estão trabalhando com o mesmo uniforme há cerca de três anos. Tradicionalmente, o vestuário é atualizado todo ano, mas isso não vem ocorrendo. A Rede Mário Gatti prometeu resolver o problema em breve.

De acordo com o apurado pela reportagem, alguns macacões estão com os tecidos se desfazendo, as faixas refletoras estão cada vez mais desgastadas. Alguns servidores estão trabalhando de tênis, porque não têm mais botas.

A Rede Mário Gatti, por meio de nota, informou que está finalizando uma licitação para compra de novos uniformes aos funcionários.  
 
Além de ajudar na identificação do profissional e com isso facilitar o atendimento, os uniformes servem de proteção individual para esses profissionais que atuam no atendimento de emergência.

DIVERGÊNCIA

Outro problema denunciado é a falta de rádio HT (rádio comunicador portátil) desde novembro do ano passado. Apenas o rádio das viaturas funcionam. Caso o profissional esteja em atendimento, no interior da casa do paciente, por exemplo, e precisar falar com um médico regulador, ele é obrigado a retornar à viatura para conseguir contato com o médico ou usar o próprio celular. O que reduz a agilidade da operação.

A Rede nega a informação e disse que ela não procede. Em nota, informou que os rádios de mão, que dispensam a necessidade da equipe voltar ao carro para atender uma chamada, estão funcionando normalmente.

GASTOS

Recentemente o ACidade ON revelou que a reforma em uma casa para onde foi transferida a sede da presidência do Hospital Municipal Doutor Mário Gatti custou R$ 830,5 mil aos cofres públicos

LEIA TAMBÉM  
MP investiga superfaturamento no aluguel de ambulâncias
Comissão vai investigar falta de ambulâncias do Samu


Mais do ACidade ON