Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Campinas ganha acidentômetro que conta acidentes de trabalho

Painel faz parte de campanha do MPT e foi lançado nesta segunda (13); só em Campinas, desde 2012, foram registrados quase 8 mil auxílios-doenças na cidade

| ACidadeON Campinas

Painel foi colocado na manhã desta segunda-feira (Foto: Luciano Claudino/Código19) 
A partir desta segunda-feira (13), o cruzamento da Avenida Francisco Glicério com a Rua Barreto Leme, no Centro de Campinas, terá um painel eletrônico que mostrará a contagem de acidentes de trabalho no Brasil, para conscientizar a população a respeito do tema.

O painel é de LED e tem 5 metros de largura por 2 metros de altura. Em Campinas, no período de 2012 a 2018, a cidade de Campinas registrou 7.960 auxílios-doença, com impacto previdenciário no importe de R$ 72,32 milhões, com a perda de 1.138 dias de trabalho.

O painel faz parte da campanha publicitária "A Dor Pode Te Marcar", do MPT (Ministério Público do Trabalho), em parceria com a Prefeitura de Campinas e o Cerest (Centro de Referência em Saúde do Trabalhador).

LER/DORT

As LERs (Lesões por Esforços Repetitivos) e os DORTs (Distúrbios Osteomusculares Relacionados ao Trabalho) são as doenças que mais afetam os trabalhadores brasileiros. A constatação é do estudo Saúde Brasil 2018, do Ministério da Saúde.

Dados do Sinan (Sistema de Informação de Agravos de Notificação) mostram que entre os anos de 2007 e 2016, 67.599 casos de LER/Dort foram notificados à pasta. Neste período, o total de registros cresceu 184%, passando de 3.212 casos, em 2007, para 9.122 em 2016. Tanto o volume quanto o aumento nos casos nesse período sinalizam alerta em relação à saúde dos trabalhadores.

CAMPANHA

Além do Acidentômetro, a campanha "A Dor Pode Te Marcar", que usa a tatuagem como analogia das doenças ocupacionais e transtornos mentais, também será veiculada em rádios, TVs, jornais, outdoors, internet, busdoors, pontos de ônibus, prédios públicos, mídias indoor e também nas redes sociais. A campanha terá perfis no Instagram (/adorpodetemarcar), Facebook (/adorpodetemarcar), YouTube e um hotsite com informações acerca do tema (www.adorpodetemarcar.com.br).  
 


TAC

O MPT e a Prefeitura de Campinas firmaram, em março de 2019, um Termo de Cooperação, pelo qual as partes se comprometeram a priorizar a criação de políticas públicas para melhor gerir a saúde laboral no âmbito do município. Uma série de compromissos figura no termo, cujo projeto de trabalho compreende 5 eixos: promoção/divulgação, capacitação, estruturação, normatização e outras iniciativas.

O projeto prevê a capacitação dos agentes de saúde do Município, que estarão devidamente treinados para atender a demanda de trabalhadores que apresentarem casos de doença ocupacional ou questões envolvendo a saúde mental. O treinamento vai abranger 100% dos profissionais de saúde do SUS Campinas, incluindo médicos, enfermeiros e assistentes sociais, da rede Básica, Especialidades e Rede Mário Gatti, além dos profissionais da Coordenadoria de Vigilância e Agravos de Doenças (CVAD) e dos Núcleos de Vigilância Epidemiológica (NVE).

O projeto prevê também a qualificação técnica das equipes do CEREST e das Vigilâncias Sanitárias dos municípios da área de abrangência da Rede Nacional de Atenção Integral à Saúde do Trabalhador (RENAST).

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON