Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Holambra indenizará mulher que recebeu remédio errado

Paciente ficou internada em UTI por 26 dias após receber medicamento errado em unidade do SUS; e terá direito a indenização de R$ 30 mil

| ACidadeON Campinas

Mulher recebeu medicamento errado e ficou internada na UTI (Foto: Pixabay)  
A Justiça de São Paulo condenou, em 2ª instância, a Prefeitura de Holambra a indenizar uma mulher que teve hemorragia e foi internada porque tomou um medicamento errado, fornecido pela farmácia do serviço público de saúde da cidade. O valor da indenização, por danos morais, é de R$ 30 mil.

Por causa da medicação errada, a mulher ficou internada 26 dias na UTI (Unidade de Tratamento Intensivo). A Prefeitura ainda pode recorrer da decisão, da 11ª Câmara de Direito Público do Tribunal de Justiça de São Paulo. Ela seguiu a decisão de 1ª instância.

O processo conta que a vítima teve um quadro de hemorragia intestinal, vômito com sangue e lesões avermelhadas no corpo em decorrência do uso de medicação errada fornecida na unidade de saúde do município.

Com efeitos colaterais, a mulher compareceu três vezes ao PS (Pronto Socorro) do Hospital das Clínicas da Unicamp até ser internada durante 26 dias na UTI, onde teve insuficiência respiratória aguda, infarto agudo do miocárdio e precisou de cirurgia de revascularização.

De acordo com o relator do recurso, desembargador Marcelo Theodósio, laudo pericial "deixou claro que a intoxicação cumarínica contribuiu para o grave quadro que quase culminou com a morte da apelada".

A decisão foi unânime.  

OUTRO LADO 
 
Em nota oficial, a Prefeitura de Holambra disse, por meio do departamento municipal de Assuntos Jurídicos, que "o processo se encontra ainda em fase recursal e que, se confirmada a decisão, dará sequência à indenização e demais medidas cabíveis ao servidor responsável pelo atendimento".

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON