cotidiano

Novo lote de vacinas da Pfizer chega hoje em Viracopos

Serão cerca de 629 mil doses que devem chegar à noite em Campinas

| ACidadeON Campinas -

Primeiro lote chegou na última semana em Viracopos (Foto: Denny Cesare/Código19)
Chega hoje (5) no Aeroporto de Viracopos, em Campinas, um novo lote de vacinas da Pfizer/Biontech. Segundo a empresa, cerca de 629 mil doses serão entregues nessa nova remessa. O voo tem previsão de pouso por volta das 20h. 
Daqui as doses devem ser encaminhadas para o centro de distribuição do governo federal em Guarulhos.

O primeiro lote com doses da Pfizer chegou na última quinta-feira (29) ao Brasil, também através de Viracopos. O voo trouxe 1,3 milhões de doses, e fez parte do acordo firmado entre o Ministério da Saúde e a farmacêutica em 19 de março, que totaliza 100 milhões de doses de vacinas até o final do terceiro trimestre de 2021. Em março, em reunião com a farmacêutica, a pasta apresentou a previsão de que até junho seriam entregues 13,5 milhões de doses.

Segundo o Ministério da Saúde, essas primeiras doses foram produzidas na fábrica da Pfizer em Puurs, na Bélgica. Elas foram distribuídas para os 26 estados e o Distrito Federal. A orientação, segundo o Ministério, é que sejam priorizadas as capitais devido às condições de armazenamento da vacina, que demanda temperaturas muito baixas.

Os frascos são entregues em temperaturas entre -25ºC e -15ºC, cuja conservação pode ser feita apenas durante 14 dias. Após entrar na rede de frio, com temperaturas de armazenamento entre 2ºC e 8ºC, o prazo para aplicação é de cinco dias.

EM CAMPINAS


Durante a chegada de doses na última semana, o prefeito de Campinas, Dário Saadi (Republicanos) acompanhou o recebimento e aproveitou a ocasião para se reunir com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, e solicitar para que, nas próximas remessas desta vacina, Campinas fosse incluída na distribuição.

De acordo com o ministro, a cidade está confirmada no cronograma de distribuição com as novas chegadas. Na nova remessa de hoje, no entanto, o Ministério da Saúde ainda não indicou como as doses serão distribuídas.

Segundo Dário, Campinas tem condições técnicas de armazenar a vacina em freezers e geladeiras especiais. "Nós fizemos a solicitação e o ministro confirmou que Campinas estará incluída nas próximas distribuições", afirmou o prefeito.







Mais notícias


Publicidade