cotidiano

Doria promete vacinação completa de SP até 31 de outubro; veja calendário

Governo de São Paulo afirmou que fechou planejamento e antecipou vacinação da população paulista, prevista para terminar no dia 31 de dezembro

| ACidadeON Campinas -

Governo de São Paulo anunciou antecipação de conclusão de vacinação contra a covid (Foto: Governo do Estado de São Paulo) 

O governo estadual de São Paulo anunciou nesta quarta-feira (2) que irá concluir a vacinação contra a covid-19 em toda a população paulista até o dia 31 de outubro deste ano (veja calendário abaixo). Segundo o governador João Doria (PSDB), a Saúde fechou hoje o planejamento do programa de imunização do estado, e conseguiu antecipar a conclusão, previsto para o dia 31 de dezembro.

A vacinação completa é prevista para a população acima de 18 anos. Atualmente, o estado de São Paulo utiliza as vacinas Coronavac, do Instituto Butantan, a Atrazeneca/Oxford e o imunizante da Pfizer. Em Campinas, a última vacina ainda não foi recebida, mas deve ser ainda nesta semana.

"São Paulo vai concluir toda a vacinação da sua população até o dia 31 de outubro toda a população vacinável do estado de são Paulo será vacinada até 31 de outubro. A população com mais de 18 anos estará plenamente imunizada até esta data", disse o governador. A idade é a prevista pelas vacinas utilizadas no território atualmente.

De acordo com o estado, esta previsão até o final de outubro não leva em conta a encomenda de mais 30 milhões de doses da Coronavac. O governo estadual afirmou que caso seja necessário essas doses podem ser utilizadas para antecipar o cronograma divulgado hoje ou serem enviadas a outros estados brasileiro.

Apesar do anúncio, Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, disse na segunda-feira (31) que a previsão de vacinar toda a população paulista até dezembro são 'otimistas', dado o ritmo de produção das vacinas.

Até o momento, em Campinas, a primeira dose foi dada a 318.391 moradores. Já a segunda dose foi aplicada em 164.501 pessoas. Este balanço foi divulgado ontem pela Secretaria de Saúde municipal.

A PARTIR DE 7 DE JUNHO


A partir do dia 7 de junho, começa ainda a última etapa da vacinação com doenças prévias (comorbidades) e portadores de deficiência. A idade destes grupos é de 18 a 29 anos, um público-alvo de 550 mil pessoas. A previsão é que até o final do mês todas as pessoas deste grupo estejam vacinadas contra o coronavírus. 
 
ADOLESCENTES 
 

O secretário estadual de Educação, Rossieli Soares, disse ainda que foi apresentada a documentação necessária para autorizar a utilização das vacinas contra covid-19 nos adolescentes de 12 a 15 anos na última segunda-feira (31) à Anvisa. Atualmente, a única vacina aprovada para uso em adolescentes é a da Pfizer, cujo registro autoriza o uso em toda a população com 16 anos ou mais. 

"O governo de SP está atento para a vacinação especialmente dos jovens com comorbidades, mas fazemos um apelo à Anvisa que avalie os dados das vacinas já em uso [em adolescentes] em outros lugares, ainda que vacinemos mais para frente, e que com essa documentação que já foi apresentada a Anvisa e o Ministério da Saúde inclua no PNI a vacinação dos jovens", disse Soares. 

O estado de São Paulo tem uma população de 44.873.187 pessoas, de acordo com o Seade (Fundação Sistema Estadual de Análise de Dados), dos quais cerca de 80% é a população maior de 18 anos, ou quase 36 milhões de pessoas.  

Até a última terça-feira (1º), foram aplicadas 17.577.126 doses em todo o estado, somando-se primeira e segunda dose.

NOVA PROJEÇÃO DE CALENDÁRIO PARA O ESTADO DE SÃO PAULO

JULHO
01 A 20/07: 55 A 59 ANOS
21 A 31/07: PROFISSIONAIS DA EDUCAÇÃO (18 E 44 ANOS)

AGOSTO
02 A 16/08: 50 A 54 ANOS
17 A 31/08: 45 A 49 ANOS

SETEMBRO
01 A 10/09: 40 A 44 ANOS
11 A 20/09: 35 A 39 ANOS
21 A 30/09: 30 A 34 ANOS

OUTUBRO
01 A 10/10: 25 A 29 ANOS
11 A 31/10: 18 A 24 ANOS

Mais notícias


Publicidade