Vacinação

Campinas abre edital para empresas vacinarem contra a covid; veja as regras

Parceria foi anunciada ontem e visa ampliar ritmo da vacinação contra a covid

| ACidadeON Campinas -

Empresas poderão firmar parceria com prefeitura para vacinar funcionários (Foto: Denny Cesare/Código19)

A Prefeitura de Campinas publicou na manhã nesta terça-feira (20) o edital de chamamento público para as empresas interessadas em participar do projeto para aplicação de vacinas contra covid-19. O comunicado está disponível na versão de hoje do Diário Oficial. 

A iniciativa, de parceria com empresas privadas para a vacinação de funcionários foi anunciada ontem (19) em live. Segundo a Administração, a intenção é acelerar a imunização de adultos jovens com idades entre 18 e 35 anos.  

A ideia é vacinar 350 mil pessoas economicamente ativas. Na parceria a secretaria de Saúde vai fornecer as vacinas e os insumos (agulhas, algodão, entre outros), treinamento e supervisão para a imunização que será feita pela empresa.  

LEIA TAMBÉM 
Campinas inicia agendamento da vacina para pessoas com mais de 30 anos 
Campinas vai criar centro para atender pacientes com sequelas da covid-19

Serão selecionadas empresas públicas e privadas com ou sem fins lucrativos. Segundo a publicação no Diário Oficial, a proposta é "conjugar esforços para a vacinação da população economicamente ativa com vistas ao aumento da cobertura vacinal contra covid-19, sem o desembolso ou a transferência de recursos públicos financeiros".  

As manifestações de interesse deverão ser enviadas pelo site (clique aqui). De acordo com a Administração, duas empresas que procuraram a prefeitura participarão de um evento-teste nesta quarta-feira.  

SEM FURA FILA

Segundo a Prefeitura, a empresa só poderá vacinar funcionários que estiverem incluídos na atual fase da campanha.   

"Todas as diretrizes vão ser respeitadas. A faixa-etária que a empresa vai vacinar, é a mesma que o posto de saúde vai imunizar. Só que tudo vai ser feito pelos profissionais da empresa, e não pela nossa equipe", disse o prefeito Dario Saadi.   

REGRAS 

Segundo a Prefeitura, a empresa deverá garantir uma sala/área de vacinação bem ventilada, com pia de lavagem das mãos, bancada, mesa e cadeira. Deve ainda possuir caixas térmicas, com capacidade compatível ao número de doses
requisitadas, com termômetro de momento, de máxima e mínima, e cabos extensores.   

Além disso, deve disponibilizar profissional legalmente habilitado e capacitado para desenvolver as atividades de vacinação durante todo o período em que o serviço for oferecido com vínculo a um CNES ativo. A empresa deverá fazer também uma triagem dos sintomáticos antes da área de administração das vacinas.

Segundo o documento, a empresa deverá enviar a Vigilância com 72 horas de antecedência um cronograma da capacidade diária de vacinação e em 24h o setor deve aviar a disponibilidade de vacinar, dando encaminhamento com autorização para a retirada no almoxarifado. 

O termo de referência, com o detalhamento do edital e todas as regras técnicas está disponível no site da vacinação (veja aqui).



Mais notícias


Publicidade