Vacinação

Campinas amplia vacinação contra covid para maiores de 28 anos

Agendamento será aberto na sexta-feira (30), a partir das 17h; veja como fazer

| ACidadeON Campinas -

 

Vacinação contra a covid-19 em Campinas (Foto: Carlos Bassan/PMC)

A Prefeitura de Campinas anunciou na tarde desta quinta-feira (29) a ampliação da vacinação contra a covid-19, agora abrindo o agendamento obrigatório para pessoas a partir de 28 anos.   

O agendamento será aberto na sexta-feira (30) às 17h. No total, serão disponibilizadas 26 mil vagas.

Os demais grupos já contemplados, como profissionais da educação a partir de 18 anos, pessoas com comorbidades a partir de 18 anos, entre outros, continuam com a marcação aberta.

A última abertura de agendamento ocorreu no dia 19 de julho, quando pessoas com mais de 30 anos puderam marcar a data da vacina. Ela começou a ser aplicada neste grupo na segunda-feira (26), quando os horários e locais da vacinação contra a covid-19 foram ampliados nos CSs (Centros de Saúde) (leia mais aqui).

COMO FAZER

O dia, o horário e o local podem ser escolhidos no site https://vacina.campinas.sp.gov.br ou pelo telefone 160. Quem tiver algum tipo de dificuldade, deve procurar o centro de saúde mais próximo.

As doses serão aplicadas das 13h às 17h, de segunda a sexta-feira, em 64 centros de saúde do município (com exceção das unidades do Boa Esperança, Campina Grande e Carlos Gomes) apenas com dia e horário marcados. É importante que as pessoas cheguem com, no máximo, 10 minutos de antecedência, para evitar aglomerações.

ESCOLHA DA VACINA

Segundo a prefeitura, não há possibilidade de escolha da vacina, mesmo com prescrição ou encaminhamento médico. A pessoa que se negar a receber o imunizante disponível terá que assinar um documento de recusa e só poderá ser vacinado quando todas as pessoas a partir de 18 anos estiverem vacinadas.

Quem não comparecer no dia agendado ficará suspenso por 30 dias no sistema de agendamento. As eventuais contestações poderão ser encaminhadas via recurso formalizado no Protocolo Geral da Prefeitura. 

GRIPE E SINTOMAS

Vale lembrar que o Ministério da Saúde recomenda o intervalo mínimo de 14 dias entre as vacinas contra a gripe e contra o novo coronavírus. A orientação é priorizar a imunização contra a covid. Pessoas com sintomas gripais também não devem ser vacinados.

Mais notícias


Publicidade