Vacinação

Recusa da vacina: Campinas já mandou 483 pessoas para o final da fila

Todas foram colocadas no final da fila da imunização - ou seja, só receberão a vacina após toda população acima de 18 anos for imunizada

| ACidadeON Campinas -

Campinas pune pessoas que escolherem imunizante na hora de vacinar (Foto: Denny Cesare/ Código 19)

A secretaria de Saúde de Campinas divulgou na manhã dessa segunda-feira (13) o número de pessoas que se recusaram a tomar vacina contra a covid-19 por causa da marca do imunizante na cidade. Ao todo, foram 483 pessoas. Todas foram colocadas no final da fila da imunização - ou seja, só receberão a vacina após toda população de Campinas acima de 18 anos for imunizada. 

A medida mais rígida vale para aqueles que recusam a vacina de determinado fabricante no momento da imunização. A regra está em vigor na cidade desde o dia 9 de julho. 

Ainda segundo o levantamento da Saúde, também foram penalizados 5,8 mil moradores que faltaram no dia agendado para a vacinação (leia mais abaixo). 

Segundo o último levantamento da pasta, 1,4 milhão de pessoas foram vacinadas em Campinas: 853 mil em primeira dose e 517 mil em segunda dose. 

LEIA TAMBÉM
86% dos adolescentes ainda não tomaram 1ª dose em Campinas

PUNIÇÃO PARA SOMMELIER DE VACINA 

A regra de punição por escolha da vacina foi determinada pelo prefeito Dário Saadi (Republicanos). Segundo a Administração, a medida foi inserida na cidade após a secretaria registrar recusa por parte de moradores que tentavam escolher a vacina a ser aplicada. 

De acordo com o decreto municipal, quem recusar a imunização na tentativa de escolher o fabricante irá para o final da fila, tendo "perda do direito à ordem cronológica de vacinação e sua realocação na fila de imunização será somente após concluída a vacinação de todo o público adulto da vacina". 

Em Campinas, mesmo com o agendamento do público adulto aberto há semanas, nem todos conseguiram se vacinar.
Segundo o último boletim epidemiológico divulgado pela Saúde, 44,9% dos moradores com idade entre 18 e 24 anos ainda não tinham recebido nenhuma dose da vacina contra a covid-19 na cidade. Na faixa dos 25 a 29 anos são 36,4%. 

OUTRAS PENALIDADES 

Também sofre penalização em Campinas aquele que agendar a vacina e não comparecer no dia da imunização. Segundo a Prefeitura, 5.878 pessoas já faltaram em agendamentos neste período, e 426 deram justificativas. 

Aquele que "der bolo" fica suspenso por 30 dias, sem conseguir fazer novo agendamento. Caso o morador não concorde com a punição, poderá entrar com um pedido de revisão no Protocolo Geral da Prefeitura. 

São orientados a fazerem o cancelamento do agendamento pessoas que sentirem sintomas de gripe no dia ou dias antes da vacina marcada. Nesses casos, entenda o que fazer aqui.

Mais notícias


Publicidade