cotidiano

Veja aqui quando você poderá tomar a dose adicional da vacina em Campinas

No site, é possível conhecer a data que você poderá agendar a nova dose no sistema de Saúde da cidade

| ACidadeON Campinas -

Site informa data da 3ª dose em Campinas. (Foto: Divulgação/Prefeitura de Campinas)

O morador de Campinas que quer se programar e saber a partir de quando poderá agendar a dose adicional da vacina contra a covid-19, conhecida também como 3ª dose, poderá fazer no site vacina.campinas.sp.gov.br.

Lá, é possível conhecer a data que você poderá agendar a nova dose no sistema de Saúde da cidade. Vale destacar que não é preciso colocar a data de quando recebeu a segunda dose. Apenas seus dados pessoais e o sistema vai conseguir gerar e apontar a data em que um novo agendamento da vacina estará liberado para você.

Para conhecer a data basta seguir os passos:

- Entrar em https://vacina.campinas.sp.gov.br/vacinas/covid-19

- Clicar em Agendamento

- Clicar em "Dose Adicional para pessoas com 18 anos ou mais que receberam a 2ª Dose há mais de 5 meses (152 dias)"

- No pé da página clique em "Agende aqui"

- Informe o CPF

- Em seguida informe a data de nascimento e primeiro nome

- Na tela vai aparecer as datas de quando tomou a 1ª e 2ª dose, ou dose única, e abaixo clique em AGENDAR DOSE ADICIONAL
 
- Na sequência surge uma janela informando que o "CPF informado tem última dose aplicada em xxx e deve aguardar 152 dias" e abaixo dessa mensagem aparece a data com a "permissão para agendar a sua Dose Adicional somente a partir de xx"

ESTIMATIVA 

A dose adicional poderá ser aplicada na população que já tenha recebido a segunda dose há pelo menos cinco meses. Segundo a Prefeitura de Campinas até o final de dezembro 50 mil pessoas poderão receber a dose adicional do imunizante na cidade. O agendamento foi aberto na quarta-feira da semana passada. 

Até então, o agendamento da vacinação estava aberto para a segunda dose e a dose adicional para pessoas acima de 60 anos, com alto grau de imunossupressão, com 18 anos ou mais, além de profissionais da saúde.  

QUEM PODE?

A dose adicional poderá ser aplicada na população que já tenha recebido a segunda dose há pelo menos cinco meses.

No estado, o imunizante para a dose de reforço será aquele que estiver disponível no posto de saúde: Pfizer, CoronaVac ou AstraZeneca, independentemente de qual vacina a pessoa tenha recebido como primeira ou segunda dose, com exceção de quem tomou a vacina da Janssen.

"Quem tomou a dose única da vacina da Janssen deverá tomar uma segunda dose após oito semanas e, após cinco meses de completar o ciclo vacinal, já poderá receber a dose de reforço. O estado de São Paulo, porém, não conta com estoque deste imunizante e aguarda o envio de doses do Ministério da Saúde para definir a adesão às novas diretrizes com relação a esta vacina", destacou o governo, em nota.

Mais notícias


Publicidade