cotidiano

Pai vacina filha em Campinas no dia do aniversário: "maior presente"

Filha quis fazer surpresa para o pai e já aguardava pronta para a vacinação, vestida de princesa

| ACidadeON Campinas -

Fausto acompanhou a filha Sophia a completar a vacinação contra a covid (Foto: Denny Cesare/Código19)


O morador de Campinas Fausto de Almeida Lazarin, que completou 44 anos neste sábado (19), ganhou de presente de aniversário uma surpresa mais que especial: acompanhou de perto a filha Sophia, de 5 anos, se proteger contra a covid-19, com direito a fantasia e sem choro!

O geólogo conta que voltou de uma viagem a trabalho na sexta-feira (18), véspera de aniversário. Na manhã de hoje, Fábio foi levar a filha para vacinar, quando se deparou com a surpresa.

A filha Sophia, de 5 anos, estava na casa da mãe e já esperava o pai para tomar a segunda dose infantil contra a covid-19. Vestida de princesa, ela estava com um bolo e a carteira de vacinação em mãos: "papai, vou te dar seu presente", disse a menina.

Fausto conta que não esperava a empolgação da filha quando foi busca-la na casa da mãe. De acordo com ele, Sophia havia chorado muito na primeira aplicação. Já na segunda a reação foi diferente. "Foi só isso, papai?", disse ela depois da segunda aplicação.

"A minha sensação é a melhor do mundo, maior presente", afirmou o pai, que agora se sente mais seguro e pode visitar a família, de Brasília, com a filha. 

Ele disse que não vê os parentes desde o início da pandemia, há 2 anos. "A sensação de alegria é muito grande" , completou. 

Sophia não chorou e se vacinou vestida de princesa (Foto: Denny Cesare/Código19)


DIA D E BAIXA COBERTURA VACINAL EM CRIANÇAS

Sophia foi vacinada durante a oitava edição do Dia D de vacinação contra a covid-19, que acontece neste sábado em Campinas, e imuniza crianças e adultos. 

A ação, é promovida também com intuito de aumentar o índice de cobertura vacinal em crianças. 

O boletim mais recente sobre a campanha de imunização indica que 46,4% da população de 5 a 11 anos recebeu a primeira dose da vacina em Campinas.

"É decepcionante em um município como Campinas termos um resultado desse. Essa é uma das nossas grandes preocupações do momento", disse o secretario de Saúde, Lair Zambon.  

A declaração sobre a baixa cobertura vacinal foi feita em meio ao anúncio de flexibilização do uso de máscara em locais fechados de Campinas. Apesar da liberação, a cidade decidiu por manter a obrigação em escolas, por conta da baixa adesão. 

"A cobertura vacinal completa é de 21% na faixa de 5 a 11 anos, e é muito pouco. Há uma preocupação de proteger e por isso exigiremos máscaras nas escolas", disse o prefeito de Campinas, Dário Saadi.

Publicidade