cotidiano

Campinas amplia vacinação contra gripe hoje; veja grupos

Vacina contra a influenza começa a ser aplicada em profissionais do transporte, da segurança, e pessoas privadas de liberdade

| ACidadeON Campinas -

Campanha de vacinação contra a gripe segue em andamento (Foto: Carlos Bassan/PMC)


A secretaria de Saúde de Campinas amplia, a partir desta segunda-feira (16), a vacinação contra a gripe para mais grupos, incluindo profissionais do transporte, da segurança, e pessoas privadas de liberdade.  

A vacinaçao ocorre em todos os 65 Centros de Saúde da cidade. A partir de hoje, além dos grupos que já são contemplados, poderão tomar a vacina contra a influenza:

- caminhoneiros 

- trabalhadores do transporte coletivo rodoviário 

- trabalhadores portuários 

- forças de segurança e salvamento 

- forças armadas 

- funcionários do sistema prisional 

- população privada de liberdade e adolescentes 

- jovens sob medida socioeducativa.


Também podem continuar sendo vacinadas:

- pessoas a partir de 60 anos 

- crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias (menores de 5 anos) 

- trabalhadores da saúde 

- gestantes e puérperas (mulheres no período de pelo menos 45 dias após o parto) 

- indígenas 

- professores 

- pessoas com deficiência e comorbidades

A CAMPANHA


A campanha teve início em 26 de março e, até o momento, foram vacinadas 149.187 pessoas na cidade. A vacinação contra a gripe vai até o dia 3 de junho.

Este ano a vacina protege contra Influenza A (H1N1), Influenza A (H3N2) e Influenza B.

Segundo a Saúde, a composição da vacina muda todo ano, de acordo com as cepas do vírus que estão em circulação no período. Por isso, as pessoas precisam se vacinar anualmente para evitar complicações causadas pela gripe e doenças graves, como pneumonia.

BAIXA COBERTURA

Durante o anúncio da ampliação, a Prefeitura de Campinas chamou a atenção para as baixas adesões de gestantes e de crianças à campanha que apresentam cobertura vacinal de 17% e 19%, respectivamente.

A coordenadora do Programa de Imunização, Chaula Vizelli, ressalta que o balanço parcial da campanha mostra uma cobertura vacinal muito baixa para crianças e gestantes e que é extremamente importante que esses dois grupos sejam vacinados para evitar complicações, principalmente com a chegada dos dias mais frios e com a maior circulação dos vírus respiratórios.

"É fundamental que as gestantes se vacinem porque, além de se protegerem, a vacina também irá proteger o recém-nascido. Também faço um apelo às mães para que levem as crianças para tomar a vacina da gripe e do sarampo. É totalmente seguro receber os dois imunizantes ao mesmo tempo e é dever do adulto garantir a proteção das crianças", expôs.

De acordo com ela, a vacina é segura, feita de fragmentos do vírus. Gestantes e crianças têm a imunidade mais baixa e a vacina vai proteger os menores e os recém-nascidos da influenza. "As gestantes, inclusive, podem aproveitar a consulta de pré-natal para se vacinarem contra a gripe", sugeriu.

Conforme a coordenadora, durante o inverno a população fica mais suscetível a pegar a gripe e, depois de aplicada, a vacina leva alguns dias para atingir o efeito desejado e proteger o organismo, por isso, é importante procurar o centro de saúde o mais breve possível para receber a dose.

NÚMEROS

Balanço parcial da cobertura de Influenza até a última semana:


Crianças
Doses aplicadas: 12.268
Cobertura vacinal: 19%

Trabalhadores da Saúde
Doses aplicadas: 24.992
Cobertura vacinal: 48%

Gestantes
Doses aplicadas: 1.855
Cobertura vacinal: 17%

Puérperas
Doses aplicadas: 467
Cobertura vacinal: 26%

Idosos
Doses aplicadas: 104.964
Cobertura vacinal: 72%

Profissionais da Educação

Doses aplicadas: 692

Pessoas com deficiência
Doses aplicadas: 18

Pessoas com comorbidades

Doses aplicadas: 3931

Total de doses aplicadas: 149.187

Publicidade