Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Entusiasta da Lei Lucas escolhe Barão Geraldo: "quadro vivo"

Alessandra Zamora recomenda ruas do distrito no período da florada dos ipês e flamboyants

| Especial para ACidade ON

Alessandra Zamora na Praça do Coco (Foto: Renan Lopes/ACidade ON) 

"Eu acho que todo mundo tem seu lugar no mundo e eu acredito que o meu seja aqui em Barão Geraldo", afirma Alessandra Begalli Zamora, grande responsável pelo surgimento da Lei Lucas.

Alessandra nasceu em Santo André, mas chegou a Campinas ainda na infância, com 6 anos, e durante todo esse tempo morou no distrito de Barão Geraldo. Em fevereiro deste ano, ela recebeu o título de cidadã campineira da Câmara Municipal.

Ela afirma que sempre se sentiu campineira de coração e que até tentou morar em outra cidade da região, mas acabou voltando para Barão Geraldo, seu lugar preferido em Campinas. "Sempre morei aqui. Até tive oportunidades de morar em lugares, tentei e voltei, não consegui ficar longe", afirma.  



Para Alessandra, a melhor característica de Barão é a sensação de cidade do interior, mesmo sendo dentro de uma metrópole como Campinas. "Em Barão Geraldo você tem o acolhimento da cidade de interior, você conhece todo mundo que está na rua. Tem desde
público de jovens, quanto de cidadãos convencionais", conta.

Encontrando tudo o que precisa no próprio distrito, Alessandra evita fazer qualquer atividade em outros pontos da cidade. A ideia é justamente valorizar o comércio local como um todo, buscando de supermercados até atendimento médico nas clínicas e o hospital de Barão Geraldo.

Segundo ela, a melhor época para visitar Barão Geraldo é durante a temporada dos ipês, em agosto. De acordo com Alessandra, andar por Barão é a mesma sensação de estar em um quadro vivo. A beleza dos ipês, durante o mês agosto, atraem muitas fotografias, assim como acontece em novembro, quando é época dos flamboyant colorir quase todas as ruas do distrito.  



LEI LUCAS

Alessandra ficou conhecida em todo o país após transformar seu luto em luta e percorrer o Brasil todo com o projeto da Lei Lucas. Alessandra é mãe de Lucas Begalli Zamora, que com 10 anos morreu por asfixia durante uma excursão escolar, em setembro de 2017.

Durante o período mais doloroso do luto, Alessandra reuniu forças levando de cidade em cidade com a lei que obriga que as escolas ofereçam cursos de primeiros socorros aos funcionários.

Em setembro do ano passado, a Lei Lucas foi aprovada no Senado Federal e agora é válida em todo o Brasil. Segundo Alessandra, ainda sem muitos detalhes, a luta ainda não terminou e os próximos passos serão dados para fiscalização da lei em todos os
lugares, principalmente em Campinas. "Meu foco continua aqui na cidade", diz.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON