Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

cotidiano

Toda a paixão pela tradição de um patrimônio dos campineiros

Primeira fotojornalista de Campinas, Dominique Torquato explica porque a Feira Hippie é seu lugar preferido na cidade

| Especial para ACidade ON

Dominique Torquato na Feira Hippie do Centro de Convivência (Foto: Divulgação) 

Visitar a Feira Hippie virou uma tradição na casa da fotógrafa Dominique Torquato, 55 anos. A primeira fotojornalista de Campinas frequenta a Praça Imprensa Fluminense, mais conhecida como Centro de Convivência, no bairro Cambuí, desde que era criança, e após 30 anos contando a história de Campinas por meio de seu olhar, considera a Feira Hippie seu lugar preferido na cidade.

Dominique começou a frequentar o local ainda adolescente. Ir à feira hippie era um dos passeios preferidos da família. "Sempre gostei muito de ir passear lá com minha mãe e minhas irmãs. Sempre foi um lugar muito gostoso e eu adoro artesanato", conta.

Sempre antenada com o universo da moda, as visitas na Feira Hippie se tornaram ainda mais frequentes em 1987, quando ingressou na PUC (Pontifícia Universidade Católica) de Campinas para cursar jornalismo. Dominique fazia pulseirinhas de artesanato para vender e ficou conhecida no campus. "As pulseirinhas eram escritas com o nome de cada um, vinha gente de todos os cursos procurar 'a menina da pulseira'", relembra.

Os laços ficaram ainda mais fortes quando os sobrinhos começaram a chegar para aumentar a família. Em uma era dominada pela tecnologia, onde as brincadeiras são tomadas por telas e videogames, foi na Feira Hippie que ela encontrou os brinquedos que também acabaram virando tradição.

Já faz 46 anos que a Feira Hippie acontece em Campinas e trabalhando há mais de 30 anos na imprensa campineira, Dominique acompanhou de perto todas as mudanças do local. Segundo ela, além de ter crescido muito a quantidade de barracas, os artesanatos também mudaram bastante, mas não perderam a essência.

Atualmente o evento conta com cerca de 350 barracas e acontece aos sábados e domingos, das 9h às 14h. Dominique destaca que para quem gosta de antiguidades, o dia certo para visitar a feira é o domingo, quando as barracas são mais voltadas para esse tipo de artesanato.  



SOBRE A FEIRA HIPPIE

Apesar da feira já ser considerada um patrimônio do bairro do Cambuí, nem sempre foi ali que ela aconteceu. Durante seus 46 anos de história, a feira passou por vários pontos da cidade.

Em 1973 ela acontecia no Largo das Andorinhas, próximo ao Paço Municipal. Segundo os dados da Prefeitura, hippies de vários locais foram se juntando aos que já estavam instalados por lá, aumento a feira.

Dois anos depois, graças ao aumento, a feira foi transferida para um local maior, o Largo do Rosário, no Centro da cidade. Foi nesse momento que além de hippies, a feira começou a receber os artesãos.

Em 1977 a feira foi transferida para a Praça Carlos Gomes. A crise de 1980 aumentou o desemprego em Campinas e automaticamente o número de procura por expositores na feira e a Administração criou uma feira na Praça Imprensa Fluminense apenas aos domingos. A ação durou apenas sete anos e a feira voltou a acontecer apenas aos sábados, na Praça Carlos Gomes.

Em 1997 a praça passou por uma reforma e a feira passa novamente a acontecer na Praça Imprensa Fluminense. Em 2004 uma reforma na praça do Cambuí fez com que a feira fosse remanejada para a Estação Cultura. Em agosto do mesmo ano, a feira voltou a acontecer no Centro de Convivência, onde permanece até os dias de hoje.

Em dezembro de 2018 a Feira Hippie foi declarada como Patrimônio Cultural Imaterial do Estado, após aprovação Assembleia Legislativa de São Paulo.

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON