Aguarde...

ACidadeON Campinas

docon

ARTIGO: Burocracia pode barrar tecnologias no Brasil

Como lidaremos com a constante mudança mundial da era industrial 4.0 se estamos pecando na premissa?

| Especial para ACidade ON

O advogado Felipe Zalaf (Foto: Divulgação) 

Outro dia vi a notícia de deputados de Santa Catarina querendo barrar o 5G com base em uma fake News . Realmente fiquei espantado. Lógico que eles têm suas razões, mas estas sob o argumento errado (fake news) e ainda por cima sem informações técnicas ou de órgãos especializados do setor.  

Se pegarmos este exemplo notamos que estamos lidando com o Poder Legislativo de SC barrando uma tecnologia com base em inverdades e sem fundamento.  

Como lidaremos com a constante mudança mundial da era industrial 4.0 se estamos pecando na premissa?  

A tecnologia está em nossas vidas muitos antes desta revolução industrial, quando criou-se o SPED , os processos eletrônicos judicial e administrativo, os supercomputadores da Receita Federal e mais recentemente as startups e apps.  

A questão se volta ao fato de estes legisladores ditarem normas de condutas que serão aplicadas na sociedade. E isso pode barrar novas tecnologias. Não condiz, portanto, com o sentido em que o mundo está indo.  

Com este universo de apps e volume de operações ocorridas diariamente com ajuda das criptomoedas e blockchains, nota-se que a mera burocracia, no caso legislativa, pode barrar o desenvolvimento do mercado.  

Estas novas tecnologias precisam ser melhor regulamentadas e passam, necessariamente, pelo poder Legislativo.  

A questão é: podemos nos dar ao luxo de, por convicções pessoais, permanecer como um país moroso e refratário ao novo, enquanto o mundo todo investe e usufrui do melhor da tecnologia?  

Felipe Zalaf é advogado do escritório Claudio Zalaf Advogados. 
Do escritório Claudio Zalaf Advogados

Comentários

"O site não se responsabiliza pela opinião dos autores. Os comentários são de responsabilidade de seus autores e não representam a opinião do ACidade ON. Serão vetados os comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros. ACidade ON poderá retirar, sem prévia notificação, comentários postados que não respeitem os critérios deste aviso."

Facebook

Mais do ACidade ON