Aguarde...

ACidadeON Campinas

docon

Boa autoestima contribui para o sucesso na educação das crianças

Sentir-se amado e querido faz toda a diferença em como conseguiremos nos relacionar

| Especial para ACidade ON

As psicólogas Priscila Ribeiro Manzoli e Denize Campos Ribeiro (Foto: Divulgação) 


Na nossa coluna da semana passada falamos sobre a importância do autocuidado, principalmente depois da maternidade e da paternidade. Dando continuidade ao tema, hoje iremos falar um pouco sobre autoestima. Autoestima é o sentimento que você tem por você mesmo. Ela tem relação com amor próprio, autojulgamento e com a forma como você se enxerga no meio social em que vive. 

Sabemos que uma boa autoestima ajuda a ter mais sucesso nas relações interpessoais, na escola, no trabalho e em todos os demais ambientes que estamos inseridos. Sentir-se amado e querido nesses ambientes faz toda a diferença em como conseguiremos nos relacionar, se nos sentiremos satisfeitos e, até mesmo, se teremos sucesso ou fracasso. 

Os pais podem ajudar os filhos desde pequenos a criar uma autoimagem positiva por meio de demonstração frequente e ilimitada de afeto e carinho, reconhecimento, elogios descritivos e, principalmente, amor incondicional. Amar o filho simplesmente por ele ser quem é. É claro que amar incondicionalmente não significa deixar de colocar limites nas crianças. 

Dessa forma, o sentimento de autoestima pode ser ensinado e aprendido. Muitos acreditam que as pessoas já nascem com baixa ou boa autoestima, mas na verdade este é um processo construído desde a infância e precisamos nos colocar em ação para que esse "amor próprio" se concretize. E se hoje você sente que sua autoestima não está boa, ainda dá tempo de mudar isso. Por isso, investir na nossa autoestima é também uma forma de autocuidado e é uma importante forma de auto fortalecimento. Portanto, comece já e anote essas dicas importantes:  

- Evite se comparar com outras pessoas;
- Se valorize: busque seus pontos positivos e foque nas suas principais forças;
- Busque autoconhecimento para entender sobre seus pontos positivos e sobre o que você precisa ainda melhorar;
- Entenda o que você gosta em você e o que gostaria de mudar e estabeleça pequenas metas para alcançar essas mudanças;
- Aprenda algo novo e vá além. Tire os projetos que estão "na gaveta" e coloque-os em prática;
- Esteja próximo a pessoas que te incentivem e estimulem você a continuar. 

A autoestima caminha de mãos dadas com a autoconfiança, conforme você fortalece uma, reflete na outra. E ter autoestima e autoconfiança elevadas é estar mais forte frente a críticas e frustrações que são possíveis de surgir no seu caminho.  

E quando estamos confiantes e fortalecidos do caminho a seguir, o sucesso é mais garantido.  

Portanto, não tenha medo de se expor, fortaleça quem você é, esteja preparado para as dificuldades e continue persistindo. Quanto mais você se movimentar, quanto mais investimentos você fizer a favor de você mesmo, mais você vai sentir que está no caminho certo! 

Priscila Ribeiro Manzoli é psicóloga, mãe do Francisco e dos gêmeos João e Pedro e encantada com as dores e as delícias da maternidade. Denize Ribeiro também é psicóloga e com a chegada da filha Elis tornou-se ainda mais empática com os pais e compreendeu melhor a importância de educar com planejamento. Elas acreditam que para formar indivíduos emocionalmente saudáveis e mais conscientes, os pais precisam necessariamente saber como fazer isso e definir um propósito na educação de seus filhos. Desse encontro profissional nasceu o Programa Fortalecendo Laços, com o objetivo mostrar esse caminho para pais e mães, fortalecendo os laços de amor e o vínculo familiar entre eles.

Mais do ACidade ON