Aguarde...

ACidadeON Campinas

docon

Tempo de cooperar e dividir as responsabilidades

Famílias estão tendo que aprender a conviver de perto e por tempo integral

| Especial para ACidade ON

As psicólogas Priscila Ribeiro Manzoli e Denize Campos Ribeiro (Foto: Divulgação)

Nos últimos dias, muitas pessoas passaram a ter que ficar em casa por conta do isolamento social, medida adotada mundialmente para tentar combater a pandemia do novo coronavírus. Mães e pais, mãe ou pai solos, filhos, ou quem compõe o seu núcleo familiar, estão tendo que aprender a conviver de perto e por tempo integral. E vamos combinar, em meio a esse turbilhão de emoções e pensamentos que tem invadido o nosso dia, não é fácil para ninguém. Mas acreditem, tudo isso vai passar, ainda não sabemos quando, mas vai passar.

Se antes o final de semana significava passear, sair, encontrar amigos e parentes, neste momento precisamos ficar recolhidos em casa. E tudo bem, precisamos fazer isso por nós e por todas as outras pessoas.

Sabemos que os dias não estão fáceis para ninguém e estamos todos juntos nessa nesta jornada diária de tentar nos adaptar a essa nova rotina. Mas, hoje queremos conversar sobre como podemos tornar esse desafio mais leve para todos nós. E querem saber um grande segredo? Ele está na cooperação e união de todos os membros da família. Mães, pais e familiares que estiverem dentro de casa tem que dividir as responsabilidades dos cuidados com a casa, com os filhos. Assim evitamos sobrecarregar e gerar mais estresse dentro do nosso lar. E vamos combinar, não é o momento de brigar, discutir, não colaborar, até porque não temos mesmo pra onde fugir.

Então a dica para quem tem parceiro nesta jornada é fazer rodízio para cuidar dos filhos, enquanto um está envolvido com o trabalho home office ou afazeres de casa o outro cuida das crianças. Enquanto um lava a louça o outro arruma o quarto. Enquanto um lava o banheiro o outro faz a comida.

Mas não podemos esquecer das mães e pais solos que estão espalhados por todo o Brasil e encaram esse desafio de cuidar das crianças sozinhos. Sabemos do malabarismo que cada um de vocês devem fazer para cuidar sozinhos dos filhos. Neste caso sugerimos tentar reservar um tempo, nem que seja 10 minutos, se o cansaço permitir é claro, para se cuidar, nem que seja depois que as crianças estiverem dormindo. Falar com pessoas queridas por meio da tecnologia, tomar um banho um pouquinho mais demorado, dedicar-se a uma leitura, ver TV, qualquer coisa que sintam que fará bem a vocês. Não se esqueçam que vocês são muito importantes, combinado?  

Vocês lembram que sempre falamos que os filhos se espelham muito nos pais e responsáveis? Se vocês se manterem calmos e equilibrados vão conseguir passar isso para as crianças. E quem sabe quando tudo isso passar, vão sentir até saudades das oportunidades que tiveram de ficar mais próximos de quem habita a sua casa. Vamos tentar?

Nós do Programa Fortalecendo Laços estamos aqui para ajudar no caso de dúvidas e também continuando nossa rotina de trabalho por meio dos atendimentos online. Caso vocês queiram conversar online ou agendar uma atendimento entrem em contato conosco.

Priscila Ribeiro Manzoli é psicóloga, mãe do Francisco e dos gêmeos João e Pedro e encantada com as dores e as delícias da maternidade. Denize Ribeiro também é psicóloga e com a chegada da filha Elis tornou-se ainda mais empática com os pais e compreendeu melhor a importância de educar com planejamento. Elas acreditam que para formar indivíduos emocionalmente saudáveis e mais conscientes, os pais precisam necessariamente saber como fazer isso e definir um propósito na educação de seus filhos. Desse encontro profissional nasceu o Programa Fortalecendo Laços, com o objetivo mostrar esse caminho para pais e mães, fortalecendo os laços de amor e o vínculo familiar entre eles.

Mais do ACidade ON