Aguarde...

ACidadeON Campinas

Campinas
mín. 20ºC máx. 36ºC

Esportes

Em 17º lugar, Isadora Williams obtém vaga inédita na final da patinação artística

Isadora Williams está na final da patinação artística dos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, na Coreia do Sul

| ACidadeON/Campinas

Colocação é inédita no país
 
Isadora Williams está na final da patinação artística dos Jogos Olímpicos de Pyeongchang, na Coreia do Sul. A brasileira foi a segunda atleta a se apresentar na Gangneung Ice Arena e obteve a nota 55,74, o que a colocou entre as 24 patinadoras que competirão no programa longo, a partir das 22 horas (de Brasília) desta quinta-feira.

Ao som de Halleluja, de Leonard Cohen, na versão de K.D. Lang, a brasileira alcançou a 17ª colocação entre as 30 participantes, o que a colocou na final, algo inédito para patinadoras da América do Sul.

"Estou sentindo muito orgulho de representar o Brasil no Programa Longo dos Jogos Olímpicos pela primeira vez. Eu estou muito feliz. Fiz a apresentação que queria ter feito, uma apresentação limpa, sem erros. Realizei meu sonho, que era fazer uma apresentação perfeita nos Jogos Olímpicos", disse Isadora. "Eu estava muito nervosa antes da prova. Mas já me senti muito bem no treino da manhã. Foi a melhor apresentação da minha vida. Foi um dia muito divertido hoje", afirmou a brasileira, de 22 anos.

Esta é a segunda participação olímpica de Isadora. Em Sochi-2014, com apenas 18 anos, ela foi a primeira atleta sul-americana a competir na patinação artística em Jogos de Inverno, mas fechou a disputa em 30º e último lugar. Agora, então, melhorou muito o seu desempenho e conseguiu um novo feito inédito. "Eu precisava apagar a decepção de Sochi. Foram três anos de muito sacrifício. Estou me sentindo muito mais leve. O meu objetivo em Sochi eu fiz aqui na Coreia. Agora eu vou ter uma memória boa dos Jogos Olímpicos", disse.

A russa Alina Zagitova, de 15 anos, foi a melhor patinadora do programa curto, com 82,92 pontos, um novo recorde mundial, seguida pela compatriota Evgenia Medvedeva, com 81,61, e pela canadense Kaetlyn Osmond, com 78,87. O resultado final da patinação artística será determinada pelo somatório da pontuação do programa curto ao programa longo.

"Agora o meu objetivo é fazer uma apresentação muito limpa, sem erros. Eu não tenho controle do que os meus adversários vão fazer. Então eu tenho que me preocupar com o que eu vou fazer. Quero fazer um programa limpo, com todos os saltos e piruetas perfeitas. Esse é meu objetivo", afirmou Isadora, que vai se apresentar ao som de um tango no programa longo.

Veja também