Publicidade

esportes

Com boa campanha em casa, Kleina elogia torcida da Ponte Preta

"A torcida da Ponte sempre se fez presente", disse o técnico Gilson Kleina

| Estadao Conteudo -

Treino da Ponte Preta (Foto: Denny Cesare/Código19)
 

A Ponte Preta vai reencontrar a sua torcida neste sábado, às 16h, no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas, diante do Náutico, pela 30.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. A notícia é boa para o time do técnico Gilson Kleina, que obteve 76% dos seus pontos como mandante - são 26 de 34 até o momento.

"A torcida da Ponte sempre se fez presente. Por mais que o momento seja difícil, a pandemia ainda não terminou, mas no momento mais complicado a gente foi abraçado pela torcida. A gente nunca se sentiu isolado. Agora no treino (aberto desta sexta-feira) e no jogo vai ser o momento de reencontro de fato. É como se a gente tivesse viajado alguns anos longe da família, e quando você retorna, seus parentes estão lá te esperando no desembarque. Espero que a gente possa corresponder dentro de campo com uma vitória que seria fundamental", elogiou Kleina.

Como mandante, a Ponte Preta acumula sete vitórias, cinco empates e só duas derrotas. Sem falar que o time paulista não perde há oito jogos em casa - seis triunfos e duas igualdades. O problema é que não vence há três rodadas e segue próxima da zona de rebaixamento, no 15.º lugar com 34 pontos, a quatro da degola, e ainda pegará um adversário que sonha com o G-4 - a zona de acesso.

"Nesse retorno do Hélio (dos Anjos, técnico) ao Náutico, o time deles já conseguiu retomar as características que tinha no início da Série B. Vai ser um jogo interessante. O respeito e a admiração que tenho pelo Hélio, alguém que também se transformou no futebol. Que a Ponte possa neutralizar os pontos fortes do Náutico e colocar também os nossos pontos fortes", analisou o treinador pontepretano.

Em relação ao time, Kleina poderá contar com a volta do zagueiro Rayan, que cumpriu suspensão no 1 a 1 com o Avaí. Ele deve pegar o lugar de Ednei. O goleiro Ivan, o lateral-direito Felipe Albuquerque, o zagueiro Thiago Lopes, o meia Fessin e o atacante Rodrigão também podem voltar a ficar à disposição após se recuperarem fisicamente. Do quinteto, Ivan e Rodrigão têm chances de serem titulares nas vagas de Ygor Vinhas e João Veras, respectivamente.

A Ponte Preta deve começar jogando com Ivan; Kevin, Fábio Sanches, Rayan e Rafael Santos; André Luiz, Marcos Júnior e Léo Naldi; Richard, Moisés e Rodrigão.

Mais notícias


Publicidade