Publicidade

esportes

Por corte de gastos, família Kindermann acaba com o time de futebol feminino

Família que assumiu a direção resolveu encerrar as atividades

| Estadao Conteudo -

 

Avaí Kindermann em uma das suas últimas partidas (Foto: Divulgação/Twitter Avaí Kindermann)

O time catarinense feminino de futebol Avaí Kindermann não existe mais. As 18 atletas que faziam parte do elenco e a comissão técnica foram dispensadas. A última partida disputada pela equipe foi no dia 12, contra o Santa Fé, da Colômbia, pelas quartas de final da Copa Libertadores. Desde 2019, Kindermann e Avaí firmaram parceria e o clube de Caçador adotou o nome e o uniforme da equipe de Florianópolis. 

A decisão de encerrar as atividades do time ocorre seis meses após a morte de Salézio Kindermann, presidente do clube, que exercia também as funções de tesoureiro, secretário e responsável pelas vendas e logística. Com a necessidade de cortar gastos, a família, que assumiu a direção, resolveu encerrar as atividades. 

"Se o Avaí não assumir, se mais ninguém quiser fazer a gestão e bancar a equipe, vamos enviar uma carta à CBF e dar seguimento aos trâmites legais e burocráticos", afirmaram Daniel e Valéria Kindermann, genro e filha de Salézio Kindermann, respectivamente O clube catarinense está garantido na primeira divisão nacional em 2022. 

O clube escreveu nas redes sociais. "Agradecemos as demonstrações de carinho e empatia. Sempre seremos lembradas pela história que construímos. Esperamos que vocês lembrem dos momentos felizes, das taças erguidas e dos títulos comemorados. Sempre seremos Kindermann. O legado é eterno!"

Mais notícias


Publicidade