Publicidade

esportes

Vice-líder Coritiba abre 2 a 0, mas Ponte vence de virada na Série B

Já focada na reformulação, Macaca vence em grande estilo na despedida do campeonato

| Estadao Conteudo -

Ponte Preta venceu de virada na última rodada da Série B (Foto: Luciano Claudino/Código 19)
 

Em jogo franco, de cinco gols, o vice-líder Coritiba abriu 2 a 0, mas levou uma dura virada da Ponte Preta, por 3 a 2, na despedida das duas equipes nesta edição da Série B do Campeonato Brasileiro. A partida, válida pela 38ª e última rodada, foi disputada no estádio Moisés Lucarelli, em Campinas.

Com o resultado, o Coritiba terminou sua participação com 64 pontos, podendo ainda ser ultrapassado pelo Goiás, com a mesma pontuação. A Ponte Preta, por outro lado, subiu para a décima posição, com 49.

Ambos chegaram neste confronto sem muita pretensão. Após confirmar permanência na divisão, a Ponte liberou boa parte dos seus jogadores e já iniciou a reformulação do elenco.
O Coritiba também mudará seu elenco para a Série A. O time paranaense garantiu o acesso com duas rodadas de antecedência e não tem mais chance de buscar o título.

O primeiro tempo foi de um time só. O Coritiba precisou de apenas dois minutos para abrir o marcador. Após cobrança de escanteio de Biel, Wellington Carvalho cabeceou firme, Ivan tentou segurar e acabou jogando a bola para as redes. A Ponte respondeu em cobrança de falta de Moisés. Muralha espalmou.

Mas o Coritiba resolveu surpreender novamente aos 34 minutos. Igor Paixão puxou contra-ataque, passou como quis por Gustavo Cipriano e tocou na saída de Ivan para fazer 2 a 0. Tentando se isolar na artilharia, Léo Gamalho pouco produziu. A melhor chance do atacante foi em um arremate da meia-lua por cima do gol.

Nos minutos finais, a Ponte acelerou o jogo, esboçou uma pressão, mas não conseguiu diminuir. Josiel até tentou, mas o time campineiro pecou muito nas finalizações.

No segundo tempo, o papel se inverteu. O Coritiba se acomodou totalmente e a Ponte começou a jogar. Aos 6, Felipe Albuquerque fez boa jogada pela direita e cruzou na cabeça de Josiel. Ele deu um leve desvio para mandar para o gol. A bola ainda bateu na trave antes de entrar.

O empate saiu aos 11 minutos. A Ponte continuou pressionando e deixou tudo igual com Léo Naldi, que aproveitou a sobra da defesa para fazer 2 a 2. O lance foi confirmado pelo VAR.

A virada parecia uma questão de tempo e ela veio com Pedrinho, que arriscou da intermediária e contou com a participação de Muralha para fazer o terceiro do alvinegro. O goleiro não encaixou a bola e ela entrou aos 35.


Com a vitória encaminhada, a Ponte se fechou e começou a administrar a vantagem, diante de um Coritiba que não esboçou nenhuma reação. O resultado, que pouco teve efeito na classificação, deixa o time campineiro com moral elevada para a próxima temporada.

FICHA TÉCNICA:

PONTE PRETA 3 x 2 CORITIBA


PONTE PRETA - Ivan; Kevin (Felipe Albuquerque), Gustavo Cipriano (Douglas Mendes), Thiago Lopes e Marcelo Hermes (Jean Carlos); Léo Naldi, André Luiz e Matheus Anjos (Lucas Cândido); Thalles (Pedrinho), Moisés e Josiel. Técnico: Gilson Kleina.

CORITIBA - Muralha; Natanael, Wellington Carvalho, Luciano Castán e Guilherme Biro; Matheus Sales, Gustavo Bochecha (Dalberto), Waguininho (William Alves), Igor Paixão (Vinícius) e Biel (João Vitor); Léo Gamalho. Técnico: Gustavo Morínigo.

GOLS - Wellington Carvalho, aos 2, e Igor Paixão, aos 34 minutos do primeiro tempo. Josiel, aos 6, Léo Naldi, aos 11, e Pedrinho, aos 35 minutos do segundo tempo.

CARTÕES AMARELOS - Gustavo Cipriano, Léo Naldi e Marcelo Hermes (Ponte Preta); Guilherme Biro, Igor, Paixão, Luciano Castán e Wellington Carvalho (Coritiba).
ÁRBITRO - Douglas Schwengber da Silva (RS).

RENDA - R$ 23.930,00.
PÚBLICO - 1.928 pagantes.

LOCAL - Estádio Moisés Lucarelli, em Campinas (SP).

Mais notícias


Publicidade