Publicidade

esportes

Guarani negocia venda do mando de campo para enfrentar o Vasco em Manaus

Nos bastidores, muitos torcedores criticaram a atitude da diretoria bugrina em levar o duelo para Manaus

| Estadao Conteudo -

Uma empresa privada está à frente da negociação com a Federação Amazonense para levar o confronto à capital manauara. (Foto: Luciano Claudino/Código19)


Em saia justa com a torcida, o Guarani deverá anunciar na próxima semana que o duelo contra o Vasco, no dia 18 de maio, pela oitava rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, acontecerá bem longe de Campinas. Isso porque o Bugre deverá levar o confronto para a Arena Amazônia, em Manaus.

A venda do mando acontecerá para que o Guarani consiga plantar grama de inverno no estádio Brinco de Ouro e este processo deverá durar pelo menos 20 dias. A possibilidade de ganhar dinheiro com bilheteria também pesou bastante no fato de levar o confronto para fora do estado de São Paulo.

Uma empresa privada está à frente da negociação com a Federação Amazonense para levar o confronto à capital manauara. As partes estão praticamente acertadas, faltando apenas detalhes burocráticos para que o time campineiro consiga comunicar oficialmente a mudança do local do jogo.

Importante destacar que nem mesmo a Confederação Brasileira de Futebol (CBF) está sabendo da venda do mando de campo, o que acontecerá na semana que vem. Somente depois disso que a tabela deverá ser mudada.

Nos bastidores, muitos torcedores criticaram a atitude da diretoria bugrina em levar o duelo para Manaus. Os sócios-torcedores, que pagam mensalmente seus planos, foram os que mais reclamaram nas redes sociais.

Atualmente, o Guarani tem quatro pontos e aparece na 14ª posição da Série B. Já o Vasco é o oitavo na classificação, com seis pontos.

Mais notícias


Publicidade